PUBLICIDADE

Cidades

Vítima de grupo de justiceiros foi perseguida por 350 metros em Copacabana

Polícia tenta identificar criminosos que agrediram homem; vítima disse que foi liberada de presídio no mesmo dia, após ser detida por roubo

7 dez 2023 - 12h08
(atualizado às 16h12)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução: Redes Sociais

Imagens de câmeras de segurança registraram a perseguição a um homem, que foi agredido por um grupo de justiceiros em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. Os registros, obtidos pelo jornal O Globo, revelaram que a ação se estendeu por cerca de 30 minutos, durante os quais ele foi perseguido por 350 metros antes de ser alcançado e agredido por pelo menos seis pessoas.

Perto de 0h30 de quarta-feira, 6, o homem é avistado nas proximidades da Praça Sarah Kubitschek, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana. Ele segue para a Rua Almirante Gonçalves em direção à Praia de Copacabana. Na sequência, câmeras registram o homem correndo na Avenida Nossa Senhora de Copacabana em direção ao Leme.

Em seguida, uma mulher surge correndo pela Rua Almirante Gonçalves. Ela retorna da Avenida Atlântica, aparentando correr atrás dele. Pessoas na rua notam a movimentação e também perseguem o homem, que entra na Rua Djalma Ulrich e, posteriormente, na Travessa Cristiano Lacorte. A perseguição se estende por aproximadamente dois minutos.

Os vídeos foram enviados para a polícia, que tenta identificar os agressores. A vítima prestou depoimento nesta quarta e disse ser de Cabo Frio, Região dos Lagos. A vítima também afirmou à polícia que foi liberada do Presídio José Federico Marques no mesmo dia, após ser detida por roubo. Ele foi encaminhado para realizar exame de corpo de delito. 

As autoridades ainda estão investigando se a mulher que aparece nas imagens correndo atrás do homem foi vítima de algum crime.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade