0

Suzano: Atirador matou comparsa e depois cometeu suicídio

Imagens de câmera de segurança mostram que o adolescente G.T.M. estava com a arma de fogo a todo tempo

13 mar 2019
20h37
atualizado às 20h56
  • separator
  • comentários

A Polícia Militar confirmou ao Estado na noite desta quarta-feira, 13, que chegou a conclusão de que um dos atiradores da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, matou o comparsa e depois se matou. A corporação, no entanto, não detalhou quem teria atirado contra quem.

Imagens de câmera de segurança mostram que o adolescente G.T.M., de 17 anos, estava com a arma de fogo a todo tempo e é mais provável que ele tenha atacado o amigo Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, e depois se matado. Os dois foram encontrados mortos após serem cercados por policiais no interior da escola.

Luiz Henrique de Castro tinha 25 anos
Luiz Henrique de Castro tinha 25 anos
Foto: Reprodução / Estadão Conteúdo

Cinco alunos e duas funcionárias foram mortos no atentado.

Games

A polícia investiga que os dois jovens que abriram fogo contra a escola faziam parte de um grupo que joga em rede o game Call of Duty, de guerra, e neste fórum teriam planejado o crime. Os investigadores estão ouvindo os pais dos rapazes sobre essa questão, mas suspeitam que pode ter ligação com o massacre.

A polícia ainda não sabe como ou onde as armas foram compradas. Os autores do ataque tinham um revólver .38, uma besta, uma machadinha e um arco e flecha.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade