PUBLICIDADE

Um ano após tragédia, Barra do Sahy luta para paralisar obra milionária sem licitação

O orçamento é milionário, R$ 22,2 milhões. Não teve licitação

21 mar 2024 - 06h50
Compartilhar
Exibir comentários
Um ano após tragédia, Barra do Sahy luta para paralisar obra milionária sem licitação:

Foi no Carnaval de 2023 que a comunidade de Barra do Sahy, no litoral de São Paulo, viveu sua pior tragédia. Um evento climático extremo, uma tempestade que matou 52 pessoas na comunidade.

De lá para cá, ela está se reerguendo. Foram construídas casas e estão sendo feitas obras de contenção.

Mas a comunidade foi surpreendida agora, um ano depois, por um projeto muito esquisito. É uma obra no próprio Rio Sahy, em plena Área de Proteção Ambiental. Prevê a construção de um molhe, uma parede de concreto gigante. 

O orçamento é milionário, R$ 22,2 milhões. Não teve licitação. A empresa escolhida para a obra é citada em várias reportagens como a preferida das obras sem concorrência, “emergenciais”, no município de São Paulo.

O argumento da prefeitura é que esta obra é para proteger a população de novas enchentes, mas especialistas em engenharia já comentam que na verdade esta obra pode é piorar as enchentes na Vila Sahy. E a prefeitura não apresentou nenhum estudo, nem técnico, nem de impacto ambiental. O prazo para apresentar termina na próxima segunda-feira, dia 26.

Esta nova emergência que vive o Sahy já mobilizou a comunidade, que realizou um protesto no último domingo (17) com o lema “Sahy Exige Respeito”. O movimento busca a suspensão temporária da obra, para que haja avaliação independente do ponto de vista técnico e ambiental e para que toda a comunidade seja ouvida.

(*) André Forastieri é jornalista e empreendedor, fundador de Homework e da agência de conteúdo e conexão Compasso, e mentor de profissionais e executivos. Saiba mais em andreforastieri.com.br.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade