PUBLICIDADE

SP: incêndio atinge tanques de combustíveis em Santos

Fogo começou por volta das 10 horas da manhã; bombeiros usarão navio para ajudar a controlar o incêndio

2 abr 2015 12h22
| atualizado às 15h35
ver comentários
Publicidade
Incêndio de grandes proporções atinge tanques de combustível da empresa Ultracargo, em Santos (SP)
Incêndio de grandes proporções atinge tanques de combustível da empresa Ultracargo, em Santos (SP)
Foto: Marcelo Bonafin / vc repórter

 

Um incêndio de grandes proporções atingiu tanques de gasolina e etanol de uma empresa em Santos, litoral de São Paulo, na manhã desta quinta-feira. O fogo, em constante propagação, ainda não foi controlado e ocorre em uma área industrial da cidade. A área de isolamento chega a cinco mil metros e todos os funcionários foram retirados.

Siga Terra Notícias no Twitter

Equipes do corpo de bombeiros de toda a região e da capital paulista foram enviados para o local. O incêndio, inicialmente, atingia somente um tanque de combustível, mas já se alastrou para outros cinco.

"O Corpo de Bombeiros, quando recebeu o chamado, foi informado que o incêndio era de um tanque de combustível, mas até a nossa chegada ao local, com os procedimentos, já sabemos que chegam a seis tanques pegando fogo. Esse vai ser o grande desafio da equipe de bombeiros, agora. O apoio de efetivo já está se deslocando", disse o capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.

Incêndio de grandes proporções atinge tanques de combustível da empresa Ultracargo, na área industrial do bairro Alemoa, em Santos (SP)
Incêndio de grandes proporções atinge tanques de combustível da empresa Ultracargo, na área industrial do bairro Alemoa, em Santos (SP)
Foto: delamonica / Futura Press



Moradores chegaram a relatar algumas explosões no local. Em nota inicial, publicada às 10h10 (de Brasília), os Bombeiros informaram que "não havia sido detectado vítimas". O local conta com o apoio da Defesa Civil, Sabesp, Polícia Militar e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O Corpo de Bombeiros ainda estuda medidas para evitar o alastramento do problema, cogitando a hipótese de esvaziamento dos outros tanques. "Cada tanque tem um tipo de resfriamento. Pensamos na retirada do combustível, mas nossas equipes ainda estão verificando as verdadeiras viabilidades", argumentou Palumbo.

Por conta do incêndio, a concessionária que opera o Sistema Anchieta-Imigrantes, já bloqueou o acesso ao Viaduto da Alemoa para não atrapalhar o fluxo de combate ao incêndio.

Combate às chamas
Por volta de meio-dia, havia cerca de 80 bombeiros no local, com o apoio de 22 viaturas e do navio Governador Fleury, do próprio Corpo de Bombeiros. A embarcação retira água do canal do porto para combater o incêndio. Bombeiros tentam resfriar os demais tanques de combustível para a evitar a propagação das chamas.

Segundo a corporação, cada viatura consegue bombear cerca de 3 mil litros de água por minuto e o apoio do navio é fundamental. “O grande problema na contenção do incêndio é que água, não consegue atingir o ponto do incêndio, evapora antes de atingir as chamas’, informou o Corpo de Bombeiros.

Leitores filmam incêndio em tanques de combustíveis em Santos:

Procurada pelo Terra, a Ultracargo, empresa responsável pelos  tanques, informou que a equipe da Brigada de Incêndio evacuou a área e acionou o plano de ajuda mútua.

“O incêndio está contido e os bombeiros já estão trabalhando no local para debelar as chamas e atuar no resfriamento dos tanques. Não houve vítimas. É prematuro ainda qualquer afirmação sobre as causas”, informou a empresa.

Com informações da Agência Brasil

Colaboraram com esta notícia os leitores Marcelo Bonafin, de São Bernardo do Campo (SP), Marcio Tovar, Gabriel Chin, Juliano Rocha e João Miguel Gonçalves, de Santos (SP), Jéssica Cagliari, de Penápolis (SP), e Haroldo de Oliveira, de Cubatão (SP), que participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui ou envie pelo aplicativo WhatsApp, disponível para smartphones, para o número +55 11 97493.4521.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade