PUBLICIDADE

Prédio de 5 andares que ameaça desabar no Rio será demolido

22 jan 2009 - 11h27
(atualizado às 13h30)
Compartilhar

Anderson Ramos

Direto do Rio de Janeiro

O prédio de cinco andares ameaça desabar em Rio das Pedras, na região de Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro, será demolido, segundo a Defesa Civil Municipal. Técnicos vão instalar vigas de sustentação para permitir que os moradores retirem seus pertences. Pelo menos 20 famílias vivem no local.

Equipe técnica da Defesa Civil inspeciona prédio de cinco andares que corre o risco de desabar em Rio das Pedras
Equipe técnica da Defesa Civil inspeciona prédio de cinco andares que corre o risco de desabar em Rio das Pedras
Foto: Anderson Ramos / Terra

Uma equipe técnica da Defesa Civil Municipal se dirigiu para o local, por volta das 11h, depois de receber a informação de que um dos pilares de sustentação havia se rompido. O prédio fica a menos de 50 m de outro edifício de cinco andares que desabou no último dia 6.

De acordo com o coronel Sérgio Simões, coordenador da Defesa Civil Municipal, somente após a colocação das vigas de sustentação é que será dado um prazo para a demolição. Por enquanto, engenheiros e arquitetos realizam inspeções no local. O edifício não havia sido interditado após o desabamento do prédio vizinho.

De acordo com o porteiro Juraci Faustino, 32 anos, ele comprou o imóvel por R$ 20 mil há nove meses. Ele contou que chegava do trabalho, por volta das 6h30, quando ouviu estalos do pilar de sustentação do prédio. "Eu acordei meus vizinhos, que não acreditaram em mim. Chamei minha mulher e saí rapidamente, pois o prédio estava inclinando", disse.

O coordenador da Defesa Civil disse que irá sugerir um mutirão de ordem em Rio das Pedras para avaliar as estruturas dos imóveis da região.

Na noite de ontem, um prédio de três andares desabou no morro do Dendê, na Ilha do Governador, zona norte do Rio. O desabamento ocorreu às 23h30, em um beco que dá acesso ao morro, próximo ao número 2.000 da avenida Paranapuã. Não houve feridos, mas pelo menos 20 pessoas ficaram desabrigadas.

Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra