0

Polícia fecha clínica de aborto e prende duas pessoas no Rio

Médico e enfermeira foram presos em flagrante; um casal estava no local e a mulher passava por processo pré-abortivo no momento da ação

6 jul 2018
14h03
atualizado às 15h25
  • separator
  • comentários

Duas pessoas foram presas em flagrante em uma clínica de aborto clandestina no bairro Coelho Neto, zona norte do Rio de Janeiro. Ação da Polícia Militar em parceria com a Polícia Civil desmantelou o estabelecimento. Materiais usados nas cirurgias foram apreendidos.

Policiais identificaram clínica por postagens nas redes sociais; médico e enfermeira foram presos
Policiais identificaram clínica por postagens nas redes sociais; médico e enfermeira foram presos
Foto: Polícia Militar do Rio de Janeiro

Segundo a Polícia Militar, agentes do Serviço de Inteligência da Coordenadoria de Polícia Pacificadora identificaram a clínica ilegal por postagens nas redes sociais, onde um grupo relatava as cirurgias feitas no estabelecimento. Os militares se dirigiram ao local com o apoio dos policiais civis e encontraram um casal. A mulher já estava em processo pré-abortivo.

Um médico e uma enfermeira foram presos em flagrantes e encaminhados à 27ª Delegacia de Polícia (Vicente de Carvalho) para prestar esclarecimentos. A ocorrência segue em andamento, com policiais vistoriando o local. Já foram apreendidos materiais utilizados na cirurgia, mas o balanço ainda não foi divulgado pela corporação.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade