PUBLICIDADE

Cidades

PM aposentado da Rota reage a assalto e mata ladrões em São Paulo

Investigação aponta que um dos suspeitos é filho de um sargento da Polícia Militar, lotado na capital paulista

13 nov 2023 - 15h14
(atualizado às 16h33)
Compartilhar
Exibir comentários
Tentativa de assalto ocorreu na Dupla, na zona norte de São Paulo
Tentativa de assalto ocorreu na Dupla, na zona norte de São Paulo
Foto: Reprodução/Facebook

Um policial militar aposentado de 54 anos sofreu uma tentativa de assalto, na tarde de sábado, 11, enquanto seguia pela Presidente Dutra, próximo ao viaduto Curuçá, na zona norte de São Paulo. Ele reagiu à investida dos dois suspeitos armados, que acabaram mortos. O caso é investigado.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a vítima é o subtenente aposentado Alexandre de Oliveira Papa, que integrou a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) da Polícia Militar. Ele seguia com a esposa em sua moto BMW pela rodovia, quando a dupla os abordou. 

As imagens mostram o momento em que o PM aposentado reage ao assalto, sacando a arma e atirando contra os dois suspeitos. Um dos ladrões, já caído no chão, levanta os braços, e Papa vai em sua direção, atirando mais duas vezes. Então, o suspeito ferido levanta, e entra em luta corporal com o ex-agente, que o derruba e consegue contê-lo. Outros motociclistas se aproximam e parecem tentar ajudar o policial. 

Conforme o jornal, a investigação aponta que um dos assaltantes mortos seria filho de um sargento da Polícia Militar, que é lotado em São Paulo de SP e está na ativa.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo informou ao Terra o socorro foi acionado e constatou o óbito dos criminosos no local. A moto usada pela dupla havia sido roubada um dia antes e, após trabalho pericial, foi devolvida  ao dono. Todas as armas foram apreendidas e encaminhadas para perícia.

O caso é investigado pelo 19º DP e o caso foi registrado como como homicídio, roubo de veículo tentado e consumado; excludente de ilicitude e localização/apreensão e entrega de veículo pelo 73º DP. A SSP esclarece que, por se tratar de um policial militar aposentado, todas as circunstâncias estão sendo apuradas pela Polícia Civil.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade