2 eventos ao vivo

ONU teme força policial excessiva e pede moderação às autoridades

18 jun 2013
11h57
atualizado às 12h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Noite de protesto que reuniu 100 mil pessoas no Rio de Janeiro terminou&nbsp;em confronto de algumas dezenas de pessoas com policiais militares</p>
Noite de protesto que reuniu 100 mil pessoas no Rio de Janeiro terminou em confronto de algumas dezenas de pessoas com policiais militares
Foto: Mauro Pimentel / Terra

Observando a onda de protestos verificada em diversas partes do mundo, a Organização das Nações Unidas manifestou-se terça-feira sobre as manifestações que mobilizam alguma das maiores cidades do Brasil. O comunicado do porta-voz de Direitos Humanos da ONU, Rupert Colville, menciona a preocupação do órgão com o excesso de força policial e pede que as autoridades sejam moderadas no trato com os manifestantes.

“Instamos as autoridades brasileiras a exercer a moderação ao lidar com os difundidos protestos sociais no país, convocando também os manifestantes a não recorrer a atos de violência em busca de suas demandas”, diz o texto. “Com mais protestos planejados para acontecer, estamos contudo preocupados com o uso excessivo da força policial relatada nos últimos dias, [que] não deve ser repetida.”

No comunicado, emitido em Genebra, a ONU observa que os protestos têm como principal foco de crítica a condição do transporte público e os custos abarcados para sediar a Copa do Mundo de Futebol (2014) e os Jogos Olímpicos (2016). Os atos de mobilização popular “começaram no dia 10 de junho e foram os maiores já vistos no Brasil em mais de 20 anos”, completa o texto, em referência indireta ao período do retorno da democracia no País.

A nota parabeniza da presidente Dilma Rousseff por “afirmar que as manifestações pacíficas são legítimas”, mas apela para que o Brasil tome “todas as medidas necessárias para garantir o direito de reunião pacífica e evitar o uso desproporcional da força durante os protestos.” Nessa segunda, dezenas de milhares de pessoas se mobilizaram em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Houve episódios de violência por uma pequena parcela dos manifestantes.

Veja também:

Motociclista fica ferido em batida contra automóvel no Brasília
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade