PUBLICIDADE

Neozelandês pedófilo preso no Rio é deportado para seu país

27 nov 2014 - 17h48
(atualizado às 18h04)
Ver comentários

Foi deportado nesta quinta-feira o neozelandês Phillip John Traynor, 40 anos, preso no Rio de Janeiro por ser foragido pelo assassinato de cinco pessoas, pedofilia e sequestro em seu país. Ele partiu em um voo que fará escala em Santiago, no Chile, escoltado por policiais neozelandeses. 

Traynor foi preso pela Polícia Federal do Rio num hostel em Santa Teresa, na região central da cidade, onde estava hospedado desde o dia 8 deste mês. Phillip teve a prisão perpétua decretada na Nova Zelândia e fugiu para o Brasil.

O neozelandês estava na lista de procurados da Interpol. Foi condenado em 1996 a prisão perpétua na Nova Zelândia pelo assassinato do pai de um menor que ele abusava sexualmente entre 1992 e 1995, com o nome de Phillip John Smith.

Phillip teria conseguido escapar do sistema carcerário de seu país ao sair da prisão para visitar parentes, usando nome falso. Enquanto estava preso, Phillip conseguiu nova certidão de nascimento e mudou seu nome para Phillip John Traynor, sobrenome utilizado por parte da família dele, o que possibilitou a fuga.  

Ao receber autorização para deixar a prisão na Nova Zelândia, na última quinta-feira (6), e de posse de um passaporte com nome falso, ele pegou um voo para Santiago, no Chile. De lá embarcou para São Paulo e depois veio de carro para o Rio.  

 
 
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade