PUBLICIDADE

Menino de 12 anos sobrevive após ser atropelado por ônibus e carro enquanto corria atrás de pipa em rodovia

Adolescente foi atropelado duas vezes na Via Anchieta, na altura de Cubatão, e segue internado na UTI.

9 abr 2024 - 11h06
(atualizado às 12h02)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Um menino de 12 anos foi atropelado duas vezes, por um ônibus e um carro, enquanto corria atrás de uma pipa na Via Anchieta, em Cubatão (SP). Ele foi socorrido para a Santa Casa de Santos, onde se encontra internado em UTI.
Menino foi atropelado por um ônibus intermunicipal e um carro em Cubatão
Menino foi atropelado por um ônibus intermunicipal e um carro em Cubatão
Foto: Divulgação/Artesp

Um menino de 12 anos foi atropelado duas vezes, por um ônibus e um carro, enquanto corria atrás de uma pipa às margens da Via Anchieta, na altura de Cubatão, no litoral de São Paulo, no último domingo, 7. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária, ele foi socorrido em estado grave, mas sobreviveu. O caso é investigado. 

O acidente ocorreu por volta das 15h30, na via sentido São Paulo. O adolescente teria invadido a pista enquanto corria atrás de uma pipa, e acabou sendo atingido pelo ônibus intermunicipal. Logo atrás, vinha um veículo de passeio, que também o atropelou. 

Equipes da PM Rodoviária e das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Corpo de Bombeiros e da Concessionária Ecovias estiveram no local. O adolescente foi encaminhado em estado grave para a Santa Casa de Santos.

Segundo a unidade informou ao Terra, ele foi atendido pela equipe multiprofissional do pronto socorro e, após a realização de todos os procedimentos necessários, foi encaminhado para internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permanece internado, sem previsão de alta. 

O motorista do ônibus fugiu do local, segundo a Rodoviária, mas o do carro permaneceu no local. Em nota à reportagem, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que os policiais realizaram o exame etilômetro junto ao condutor do veículo de passeio, no qual não apontou a presença de álcool. O caso foi registrado como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, na Delegacia de Cubatão.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade