PUBLICIDADE

Idoso morre em acidente com escada rolante em metrô após levar irmão para tratamento médico

Manoel Francisco dos Santos Filho, de 75 anos, voltava para casa após ir ajudar o irmão quando caiu de uma altura de 7 metros

29 jan 2024 - 13h06
Compartilhar
Exibir comentários
Manoel Francisco dos Santos Filho, de 75 anos, morreu após cair de escada rolante
Manoel Francisco dos Santos Filho, de 75 anos, morreu após cair de escada rolante
Foto: Reprodução/Fantástico

Um idoso de 75 anos morreu após cair de uma altura de 7 metros de uma escada rolante no metrô do Recife. O acidente ocorreu em 12 de janeiro e é investigado pela Polícia Civil de Pernambuco. Neste domingo, 28, o Fantástico exibiu uma reportagem em que conversou com familiares da vítima. A família relatou que Manoel Francisco dos Santos Filho voltava para casa após acompanhar o irmão, que foi vítima de um AVC, durante uma sessão de reabilitação.

O acidente foi flagrado por câmeras de monitoramento e ocorreu por volta de 16h. Nas imagens reveladas no programa do TV Globo, é possível ver quando o carrinho de um vendedor ambulante trava a saída da escada rolante. Nesse momento, as pessoas que estavam atrás dele começaram a se amontoar, ficaram prensadas e, no empurra-empurra, o idoso tentou escapar pela lateral da escada, mas acabou dando um passo em falso e caiu. 

Segundo a polícia, testemunhas acionaram a emergência e a ambulância chegou ao local cerca de 20 minutos depois da queda, mas Manoel já havia morrido.

A vítima era aposentada e morava em um conjunto habitacional na cidade Jaboatão dos Guararapes, vizinha à capital pernambucana. "De manhã, ele acordava, fazia o café, deixava tudo pronto na mesa, entendeu? Tomava banho, se cuidava, para ir pegar o irmão em Candeias", disse ao Fantástico a viúva do idoso, Maria Auxiliadora dos Santos.

O idoso estava casado com a companheira há 50 anos. Ele era pai de cinco filhos, avô de nove netos e apreciava jogar dominó.

"A família ficou muito arrasada. A gente não consegue entender, realmente, o que foi que aconteceu", afirmou José Ériton da Silva, que é genro do idoso.

Dias após o falecimento de Manoel, o Fantástico registrou elevadores e escadas rolantes interditados no local, além da ausência de fiscalização. Um especialista consultado pelo programa destacou que carrinhos, como o que causou o acidente em Recife, não devem ser transportados em escadas rolantes. Nesses casos, a orientação é usar o elevador. 

O delegado Igor Leite, encarregado da investigação da morte do idoso,afirmou que aguarda o laudo do Instituto de Criminalística para finalizar o inquérito e já ouviu o ambulante, proprietário do carrinho que bloqueou a escada.

"Ele disse que tentou subir pelo elevador com o carrinho dele. O elevador estaria interditado e, por conta disso, ele foi pela escada rolante. Ele negou ter visto os avisos e disse que não foi informado. Mas feita análise do local, existe um aviso, uma placa, que sinaliza que você não pode utilizar nenhum tipo de carrinho naquela escada rolante", disse a autoridade policial.

Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco informou ao Terra que está investigando o caso. O fato está sendo investigado pela Delegacia da Rio Branco.

"Foi instaurado inquérito policial para apurar todos os fatos. As diligências foram iniciadas imediatamente após o fato e seguirão até a completa elucidação. Mais detalhes poderão ser repassados após a conclusão do inquérito", informou a corporação.

A reportagem entrou em contato com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) para pedir um posicionamento sobre o caso, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade