PUBLICIDADE

Família suspeita de tráfico na Bahia é alvo de operação da PF e tem R$ 50 milhões bloqueados

Justiça determinou o bloqueio de bens no nome da família durante a Operação Kariri

24 fev 2024 - 14h37
(atualizado às 14h39)
Compartilhar
Exibir comentários
Família tinha fazendas em nomes de terceiros
Família tinha fazendas em nomes de terceiros
Foto: Divulgação/PF

A Polícia Federal realizou uma operação que teve como alvo uma família de Feira de Santana, na Bahia, acusada de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Foram expedidas 7 ordens de prisão e 20 mandados de busca e apreensão, cumpridos em 9 cidades, durante a Operação Kariri. Também foram bloqueados cerca de R$ 50 milhões em imóveis, além das contas da família. 

A operação teve apoio do Ministério Público do Estado da Bahia (MPE-BA), por meio do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), e da Polícia Militar da Bahia. A identidade dos suspeitos não foi divulgada. Por isso, a defesa dos investigados não foi encontrada.

Entre os bens bloqueados pela Justiça estão imóveis de luxo e cinco fazendas na Bahia e em Pernambuco. 

A investigação da PF começou em 2019 e resultou em três flagrantes. Em um dos casos, mais de uma tonelada de droga foi apreendida, e o responsável pela organização criminosa e lavagem de dinheiro foi identificado, conforme informou a PF.

A família morava em Pernambuco, mas se mudou para Feira de Santana, onde começaram os crimes. O dinheiro que vinha do tráfico de drogas era usado para comprar imóveis de luxo, alguns registrados em nomes de parentes que não tinham envolvimento diretamente com a quadrilha, mas ajudavam a ocultar a renda proveniente da atividade criminosa.

Operação teve como alvo família ligada ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro
Operação teve como alvo família ligada ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro
Foto: Divulgação/PF

O dinheiro foi rastreado pela PF, e isso permitiu concluir que pelo menos cinco fazendas que pertenciam ao principal alvo da investigação estavam registradas no nome de terceiros.

Ao todo, cerca de 100 policiais atuaram na operação para cumprir ordens judiciais na última quarta-feira, 21. Os mandados foram cumpridos nos municípios de Salvador, Feira de Santana, América Dourada, Morpará, Ibititá, Muquém do São Francisco, todos na Bahia, além de Ibimirim, em Pernambuco, Brasília e São Paulo.

Os envolvidos responderão pelos crimes de tráfico de entorpecentes, organização criminosa e Lavagem de Dinheiro.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade