0

Barragem da Vale se rompe em Brumadinho e atinge comunidade

Segundo a empresa, rompimento atingiu comunidade de Vila Ferteco, na região metropolitana de Belo Horizonte; ainda não há informações sobre vítimas

25 jan 2019
13h58
atualizado às 14h49
  • separator
  • 0
  • comentários

SÃO PAULO - Uma barragem da mineradora Vale na Mina Feijão, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, se rompeu na tarde desta sexta-feira, 25. Segundo a empresa, as primeira informações indicam que os rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco. Ainda não há informações sobre vítimas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o rompimento aconteceu na altura do km 50 da Rodovia MG-040. Um helicóptero dos bombeiros sobrevoa a região.

Em nota, a mineradora informou que "a prioridade total da Vale, neste momento, é preservar e proteger a vida de empregados e de integrantes da comunidade".

O parque de Inhotim teve que evacuar mais de mil pessoas às pressas, com medo de que a lama proveniente da ruptura de uma barragem da Vale em Brumadinho atingisse o parque. O jardim e museu de arte contemporânea a céu aberto é a maior atração turística da região, reunindo obras de arte dos mais importantes artistas contemporâneos. O local não foi ainda atingido, mas não se sabe se a lama pode alcançar o parque. São 600 funcionários e cerca de mil visitantes por dia. Mas não se sabe quantas pessoas estavam no parque no horário do fechamento.

Tragédia de 2015. Em 5 de novembro de 2015, o rompimento de uma barragem da Samarco também em Minas, entre Ouro Preto e Mariana, soterrou o distrito de Bento Rodrigues e matou 19 pessoas. A lama que desceu da barragem destruiu flora e fauna, além de ter atingido o Rio Doce e alcançado o Oceano Atlântico pelo litoral do Espírito Santo, onde está a foz do curso d'água. O rompimento é considerado o maior desastre ambiental do Brasil.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade