PUBLICIDADE

Aquário de SP reabre com arrecadação de comida e longas filas; Ibirapuera tem movimento intenso

Estado reabriu restaurantes, parques e centros culturais neste fim de semana; especialistas reforçam necessidade de manter cuidados

25 abr 2021
18h33 atualizado às 18h38
0comentários
18h33 atualizado às 18h38
Publicidade

Com uma campanha para arrecadar doações, o Aquário de São Paulo, na zona sul da capital paulista, reabriu neste fim de semana com longas filas e aglomeração de visitantes na entrada. Pela campanha, em parceria com a ONG Gerando Falcões, é possível garantir o ingresso com a doação de dois quilos de alimentos não perecíveis (exceto sal e açúcar). No Parque do Ibirapuera, também na zona sul, houve fila de veículos e movimentação intensa.

Neste fim de semana, a gestão João Doria (PSDB) fez a maior flexibilização desde o agravamento da crise sanitária nas últimas semanas, com a liberação de restaurantes, parques, academias, salões de beleza, cinemas e teatros. O governo justificou a medida com a redução no número de infecções, hospitalizações e mortes pela covid-19. Já especialistas temem que a queda no isolamento social e as aglomerações promovam nova pressão sobre os hospitais. Por isso, reforçam a necessidade de manter cuidados, como uso de máscaras, distanciamento e higiene das mãos.

A direção do Aquário, que estava fechado desde seis de março, reforçou que segue os protocolos sanitários, com marcações no chão para distanciamento, oferta de álcool em gel e limite de 25% de ocupação do espaço. Disse também treinar a equipe para conter concentrações de público. Ainda conforme o Aquário, caso a cota de ingressos do dia seja excedida, será possível tirar vouchers para uso futuro. A campanha de arrecadação do Aquário vai até a próxima sexta-feira, 30.

Neste fim de semana, foram arrecadadas cerca de oito toneladas de alimentos, que serão doados para famílias em vulnerabilidade social. Segundo a direção, a cota de público não foi excedida - parte dos visitantes levaram mais do que os dois quilos exigidos e houve entrega de alimentos por pessoas que não visitaram a atração.

Já na Avenida Paulista, na região central, também havia movimentação intensa no início da tarde. Era possível ver pedestres e alguns esportistas (como ciclistas e corredores) sem máscara ou com a proteção facial no queixo. Neste domingo, 25, as ciclofaixas de lazer da cidade foram retomadas, das 7h às 16h. Já os parques podem funcionar de 6h às 18h.

Estadão
Publicidade
Publicidade