PUBLICIDADE

Brasil tem quase 3 mil mortes por covid-19 em um dia

O país ainda somou 95.367 casos em um dia, elevando para 17.628.588 a quantidade de contágios

16 jun 2021 18h50
| atualizado às 20h30
ver comentários
Publicidade
Ato em protesto por mortes por Covid em Brasília
27/4/ 2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Ato em protesto por mortes por Covid em Brasília 27/4/ 2021 REUTERS/Ueslei Marcelino
Foto: Reuters

O Brasil registrou 2.997 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, atingindo 493.693 óbitos confirmados desde o início da pandemia, informou o Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass) nesta quarta-feira (16).

O país ainda somou 95.367 casos em um dia, elevando para 17.628.588 a quantidade de contágios. Segundo o Conass, a taxa de letalidade do coronavírus no Brasil é de 2,8% e a taxa de mortalidade por cada 100 mil habitantes é de 234,9.
 
A média móvel de óbitos nos últimos 7 dias é de 2.025 e a média móvel de novos casos é de 72.244, ambas com tendência de alta. Ainda de acordo com o boletim do Conass, o ranking de estados com mais mortes pela covid-19 é liderado por São Paulo (119.905), Rio de Janeiro (53.476) e Minas Gerais (43.559).

Já em relação aos casos confirmados, São Paulo também lidera, ultrapassando 3,5 milhões de contágios. Minas Gerais, com mais de 1,7 milhão, e Paraná, com mais de 1,1 milhão de casos, aparecem na sequência.

Consórcio de Imprensa

A média diária de mortes provocadas pela covid-19 no Brasil voltou a ficar acima de dois mil após 37 dias, segundo dados reunidos e divulgados nesta quarta-feira, 16, pelo consórcio de veículos de imprensa. O número ficou em 2.007, o maior desde 10 de maio, quando o dado estava em 2.087. Segundo especialistas, o ritmo insuficiente da vacinação, aliado ao relaxamento precoce das medidas de distanciamento social, contribuem para o País ter uma nova alta de infectados.

Nas últimas 24 horas, o País registrou 2.673 novos óbitos pela doença, o que fez o total chegar a 493.837, segunda maior quantidade do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. O maior número absoluto de vítimas nesta quarta-feira foi registrado em São Paulo, onde 795 pessoas morreram. Em Minas, a quantidade de óbitos ficou em 353. Paraná (294), Rio (234), Ceará (177), Rio Grande do Sul (130) e Bahia (119) foram Estados cujo patamar de mortes ficou acima de uma centena nas últimas 24 horas.

Os dados diários do Brasil são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20h.

Com informações do Estadão Conteúdo

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade