2 eventos ao vivo

Brasil supera marca de 140 mil mortes pelo coronavírus

País ultrapassou os 4,6 milhões de casos de covid-19

25 set 2020
18h19
atualizado às 20h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Brasil ultrapassou, nesta sexta-feira (25), a marca das 140 mil pessoas que morreram devido à covid-19 após contabilizar 826 novas mortes nas últimas 24 horas. A média móvel de óbitos ficou em 693 por dia, que considera o período de sete dias para evitar distorções ao longo da semana. No total, 140.709 brasileiros perderam a vida em decorrência da infecção pelo novo coronavírus, segundo levantamento do consórcio dos veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL.

De acordo com o balanço, mais 32.670 testes positivos para o Sars-CoV-2 foram somados às estatísticas e agora o País soma 4.692.579 casos confirmados. O Ministério da Saúde contabiliza que 4.040.949 pessoas já se recuperaram da infecção enquanto 508.127 permanecem em acompanhamento.

Foto: Amanda Perobelli / Reuters

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) informou, mais cedo, que o Brasil registrou mais 729 mortes por causa da covid-19 no período de 24 horas. Com isso, o total de óbitos chega a 140.537 desde o início da pandemia.

A taxa de letalidade (número de mortes pelo total de casos) ficou em 3%, enquanto a mortalidade - quantidade de óbitos por 100 mil habitantes - atingiu 66,9. Por sua vez, a incidência dos casos do novo coronavírus Sars-CoV-2 por 100 mil habitantes é de 2.231,6.

De acordo com a atualização de dados feita às 18h pelo Conass, 31.911 pessoas foram diagnosticadas com a doença entre ontem e hoje. O balanço totaliza 4.689.613 casos de contaminação pelo novo coronavírus. São Paulo continua com o maior número de contaminações. Desde o início da pandemia no Brasil, a região registra 964.921 casos. Nesse período, 34.877 mortes ocorreram no estado por causa da covid-19.

No ranking de estados com mais casos também aparecem a Bahia (303.058), Minas Gerais (283.479), Rio de Janeiro (259.488), Ceará (237.147) e Pará (225.542).

Em relação aos óbitos, o Rio de Janeiro está em segundo lugar, com 18.166 vítimas. Na sequência estão: Ceará (8.891), Pernambuco (8.129), Minas Gerais (7.056), Pará (6.427) e Bahia (6.503). O estado fluminense, no entanto, permanece com a maior taxa de letalidade, 7%.

A média móvel de casos em sete dias caiu para 27.776, enquanto a de morte reduziu para 678.

Veja também:

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado por 90 dias
Ansa - Brasil    Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade