4 eventos ao vivo

Analistas: vitória de Dilma em MG 'compensou' derrota em SP

27 out 2014
00h14
atualizado às 13h12
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Presidente Dilma Rousseff foi reeleita neste domingo</p>
Presidente Dilma Rousseff foi reeleita neste domingo
Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

Desde a redemocratização, nenhum presidente conseguiu se eleger sem vencer em Minas Gerais – e esta máxima mais uma vez se provou verdadeira, com a inesperada vitória de Dilma Rousseff (PT) no estado.

Segundo analistas ouvidos pela BBC Brasil, este resultado obtido no reduto de Aécio Neves (PSDB) foi fundamental para a reeleição da candidata petista.Dilma teve 52,41% dos votos válidos no segundo maior colégio eleitoral do País, enquanto Aécio teve 47,59%.

Isso representa uma diferença de 550.601 votos entre Dilma e Aécio na disputa deste domingo.

A candidata petista já havia vencido a votação no primeiro turno no Estado, quando teve 43,48% dos votos válidos, diante dos 39,75% obtidos por Aécio. No entanto, a diferença entre Dilma e Aécio no primeiro turno em Minas foi de 415.061 votos.

Isso significa que a candidata petista ampliou sua vantagem em Minas na segunda votação, apesar dos esforços de Aécio para tentar reverter o resultado do primeiro turno.

Baque
"Isso é grave para o PSDB, porque Aécio imaginava que ganharia de lavada em Minas", diz Cláudio Couto, cientista político da Fundação Getúlio Vargas em São Paulo.

"Perder em São Paulo não é uma novidade para o PT. Já a vitória em Minas compensa o baque que foi a pouca votação obtida por Dilma entre os paulistas."

Em São Paulo, maior colégio eleitoral do País, Aécio obteve 64,31% dos votos válidos no segundo turno, enquanto Dilma ficou com 35,69%.

"Esta eleição foi a mais acirrada desde a redemocratização por causa desta onda conservadora que tomou São Paulo, com a reeleição de Geraldo Alckmin para o governo, a eleição de José Serra para o Senado e o aumento da bancada tucana no Congresso e na Assembleia Legislativa do Estado", afirma o cientista político Pedro Fassoni Arruda, da PUC-SP.

"No entanto, a vitória de Aécio em São Paulo foi neutralizada pela derrota no seu próprio estado, onde ele se vangloriava de ter saído do governo com aprovação de 92%. Junto com a vitória no Rio (de Janeiro) e em Pernambuco, isso acabou compensando a derrota de Dilma em São Paulo, que já era esperada."

Veja como ficaram os resultados das Eleições 2014 nos Estados Veja como ficaram os resultados das Eleições 2014 nos Estados

 

Veja também:

De olho na nova geração - Gianluca Petecof
BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade