0

Atropelamento em desfile de Carnaval alemão tem 52 feridos

25 fev 2020
08h55
atualizado às 10h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Carro prateado causador do incidente: segundo testemunhas, motorista parecia querer atingir crianças
Carro prateado causador do incidente: segundo testemunhas, motorista parecia querer atingir crianças
Foto: DW / Deutsche Welle

Um dia após um carro avançar contra um desfile de Carnaval na cidade de Volkmarsen, no oeste da Alemanha, a polícia corrigiu, nesta terça-feira, para 52 o número de feridos. Delas, 35 pessoas ainda estão hospitalizadas. Outras 17 foram liberadas após atendimento. O número de crianças feridas é 18. Não foram divulgados detalhes sobre a condição dos pacientes.

A polícia ainda aguarda para interrogar o motorista suspeito de jogar seu carro contra a multidão. O alemão, de 29 anos, morador da cidade, foi preso imediatamente após o ocorrido, por suspeita de tentativa de homicídio.

Promotores informaram que ele está em tratamento por seus próprios ferimentos e que será levado a depor perante um juiz assim que sua condição de saúde permitir. Segundo a mídia alemã, o suspeito foi ferido na cabeça.

De acordo com as últimas informações, o carro avançou, em alta velocidade, contra um grupo de pessoas por volta das 14h45 (horário local) da segunda-feira. De acordo com o jornal local Hessische/Niedersächsische Allgemeine, testemunhas afirmaram que o carro, um Mercedes, contornou as cercas de proteção do desfile, acelerando contra a multidão. As testemunhas relataram ter impressão de que o motorista mirou principalmente crianças.

Os investigadores não divulgaram informações sobre o estado do motorista. Também não foram divulgados detalhes sobre o comportamento do homem ao ser preso. O suspeito não tem passagem pela polícia por extremismo, mas segundo a agência de notícias DPA, o homem tem registros policiais por injúria, invasão de domicílio e coerção.

O incidente fez com que autoridades locais decidissem pelo cancelamento de alguns desfiles de Carnaval nesta terça-feira no estado de Hessen, onde fica Volkmarsen.

Promotores disseram não haver razão concreta para crer que aumentaram os riscos de ataques a desfiles aumentaram, mas pediram aos organizadores para revisar e ajustar os esquemas de segurança, aumentando o policiamento, caso necessário.

A segurança em eventos públicos na Alemanha foi reforçada desde que um tunisino com laços com militantes islâmicos avançou com um caminhão contra um mercado de Natal em Berlim em 2016, matando 12 pessoas. Ele foi morto a tiros pela polícia italiana durante sua fuga.

Autoridades ainda evitam comentar possíveis motivações ou intenções do motorista em Volkmarsen. À reportagem da DW, a polícia do norte de Hessen negou relatos de que teria dito que o motorista avançou contra a multidão intencionalmente.

Segundo a DPA, um porta-voz teria afirmado que a polícia presume "que foi um ato intencional", embora não tenha encontrado indicações de uma ação com motivação política.

A Secretaria do Interior do estado de Hessen, por sua vez, afirmou que um ataque politicamente motivado não pode ser descartado.

Agências de notícias haviam citado um porta-voz da polícia afirmando: "Se foi uma emergência médica, uma falha técnica [no veículo] ou - no pior dos casos - intencional, infelizmente não podemos dizer."

O prefeito de Volkmarsen, Hartmut Linnekugel, disse estar "profundamente chocado" com o incidente. A chanceler federal alemã, Angela Merkel, e o ministro do Exterior, Heiko Maas, afirmaram que seus pensamentos estão com as vítimas.

"Desejo muita força a eles [os feridos], seus familiares e a todos aqueles que estavam no desfile da Rosenmontag [segunda-feira das rosas]", declarou Maas, sobre o dia que tradicionalmente marca o ponto alto do Carnaval alemão.

AUma segunda pessoa detida em relação com o incidente teria filmado a colisão, disseram fontes de segurança à DPA. A polícia não informou se está tratando a pessoa como envolvida ou testemunha do caso.

Autoridades pediram à população que não espalhe "relatos não confirmados" sobre o ocorrido. A polícia de Hessen ainda apelou aos que fizeram fotos ou vídeos do incidente para que não divulguem as imagens.

Fotos do local mostram um Mercedes prateado com placa da Alemanha parada sobre uma calçada e com o pisca-alerta ligado, já após o incidente.

Volkmarsen é uma pequena cidade no distrito de Waldeck-Frankenberg, com cerca de 6.800 habitantes. Fica a cerca de 30 quilômetros de Kassel e 280 quilômetros a sudoeste de Berlim.

O incidente ocorre num momento em que a Alemanha está em alerta após os ataques a tiros que mataram nove pessoas de origem estrangeira em Hanau, também em Hessen, na semana passada.

Após o massacre, o suspeito voltou para casa, onde matou a mãe, de 72 anos, e cometeu suicídio. Numa carta de confissão e em vídeos, o atirador expõe pensamentos racistas, defendendo ideologias de extrema direita.

Veja também:

Bar no Jardim Alvorada é alvo de incêndio criminoso
Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade