PUBLICIDADE

Arthur do Val é cassado e perde os direitos políticos por 8 anos

Alesp aprovou a cassação do ex-deputado, que já havia renunciado ao cargo, após comentários sexistas sobre ucranianas

17 mai 2022 18h14
| atualizado às 19h00
ver comentários
Publicidade
O ex-deputado estadual Arthur do Val (União Brasil).
O ex-deputado estadual Arthur do Val (União Brasil).
Foto: Reprodução

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou nesta terça-feira, 17, a cassação do mandato do ex-deputado estadual Arthur do Val (União Brasil). Com o resultado, o  ex-deputado também perderá os direitos políticos por oito anos, segundo a Lei da Ficha Limpa.

A cassação foi aprovada por todos os 73 deputados que participaram da sessão, todos os presentes votaram sim.  

Em março deste ano, Arthur do Val teve áudios de teor machista - nos quais afirma que as mulheres ucranianas "são fáceis porque são pobres" - divulgados quando estava na Ucrânia representando o Movimento Brasil Livre (MBL). 

'Mamãe Falei' renunciou ao mandato na Alesp no dia 20 de abril, após ter o seu pedido de cassação aprovado, por unanimidade, pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa. "Vou renunciar ao meu mandato em respeito aos 500 mil paulistas que votaram em mim, para que não vejam seus votos sendo subjugados pela Assembleia. Mas não pensem que desisti, continuarei lutando pelos meus direitos", disse antes de enviar a carta para a Alesp.

Pelas regras da Casa, a renúncia ao mandato não interrompe o processo de cassação.  

Com informações do Estadão Conteúdo. 

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade