0

Alemanha tem mais de mil casos de coronavírus

9 mar 2020
11h53
atualizado às 12h53
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Número de infecções no país sobe para 1.112. Ministro da Saúde recomenda cancelamento de eventos com mais de mil participantes. Cerca de 5 mil pessoas são colocadas em quarentena após suspeita de caso em escola.O número de infecções pelo novo coronavírus na Alemanha subiu para 1.112, anunciou segunda-feira (09/03) o Instituto Robert Koch (RKI, na sigla em alemão). Na tarde de domingo, a entidade havia registrado 902 casos.

A maior cifra de contágios continua sendo no estado de Renânia do Norte-Vestfália, com 484. A região teve o maior crescimento de novos contágios, seguida da Baviera, com 256 doentes.

Diante do aumento no número de casos e da rápida difusão do vírus, o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, recomendou no domingo que eventos com mais de mil participantes sejam cancelados. Ele, porém, é contrário ao fechamento de escolas e creches como medida preventiva.

Devido à crise do coronavírus, é possível que jogos da Bundesliga sejam realizados diante de arquibancadas vazias. O secretário de Saúde do estado de Renânia do Norte-Vestfália, Karl-Josef Laumann, anunciou que seguirá o conselho de Spahn.

"Na minha opinião, essa medida também é justificável quando se trata de saúde", disse Annegret Kramp-Karrenbauer, comentando a declaração de Laumann. A presidente da União Democrata Cristã (CDU), partido da chanceler federal alemã, Angela Merkel, afirmou também que as autoridades alemãs contam com a compreensão "de clubes e departamentos", que têm que determinar a proibição de espectadores em jogos de futebol.

A Renânia do Norte-Vestfália tem agendados nos próximos dias dois grandes clássicos do futebol alemão. Na quarta-feira, o Borussia Mönchengladbach recebe o 1. FC Köln. No sábado, ocorre o clássico regional entre Borussia Dortmund e FC Schalke 04. Os jogos costumam atrair um público de 50 mil a 80 mil espectadores.

Fora da Renânia do Norte-Vestfália, na terça-feira, o RB Leipzig recebe o clube londrino Tottenham Hotspur em partida de retorno das oitavas-de-final da Liga dos Campeões. A partida será disputada normalmente. O jogo da Liga dos Campeões entre Borussia Dortmund e Paris Saint-Germain na quarta-feira, na capital francesa será disputado sem espectadores. A medida foi anunciada pela prefeitura parisiense.

Um quartel do Exército alemão em Colônia foi fechado nesta segunda-feira, a princípio por dois dias, após um soldado ter sido infectado pelo novo coronavírus. Por medida de precaução, cerca de 100 pessoas que tiveram contato com o doente foram colocadas em quarentena domiciliar, disse um porta-voz nesta segunda-feira. Na unidade em questão, o quartel Lüttich, trabalham cerca de 1.300 pessoas.

Também nesta segunda-feira, foi confirmada a primeira morte de um alemão devido ao novo coronavírus. Um bombeiro de 60 anos morador do estado de Schleswig-Holstein, no norte alemão, morreu neste domingo num hospital no Egito, afirmaram autoridades de Hamburgo, cidade onde o homem trabalhava.

Segundo o jornal Hamburger Abendblatt, o paciente havia participado de um cruzeiro no rio Nilo, juntamente com a mulher dele, que já retornou à Alemanha.

Cerca de 5 mil pessoas foram colocadas em quarentena domiciliar devido à suspeita de coronavírus numa escola em Neustadt, no estado de Brandemburgo. Os afetados são parentes de alunos e funcionários, além dos próprios estudantes do internato. A medida atingiu alemães de várias regiões do país.

O isolamento domiciliar foi anunciado após a confirmação de um caso em Berlim. A paciente esteve no início do mês na escola em Neustadt, onde participou de uma reunião com funcionários do local, e autoridades municipais e estaduais. Em Neustadt, todas as escolas e várias repartições públicas também foram fechadas temporariamente.

Em todo o mundo, mais de 110 mil pessoas já foram infectadas pelo vírus em 94 países e territórios. Mais de 3.800 pacientes morreram. O Brasil tem 25 casos confirmados.

MD/dpa/afp/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube

| App | Instagram | Newsletter

Veja também:

"Ele poderia ter sido George Floyd", diz mãe ao lado de filho em protesto
Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade