PUBLICIDADE

Vereador sugere "chibata" como cura para o autismo

Eúde Lucas ainda debochou do apoio recebido pela atriz Letícia Sabatella, diagnosticada com Transtorno do Espectro Autista

20 set 2023 - 15h16
(atualizado às 15h19)
Compartilhar
Exibir comentários
"Eu digo 'eu era autista', só que meu pai tirou o autista na peia", disse o vereador
"Eu digo 'eu era autista', só que meu pai tirou o autista na peia", disse o vereador
Foto: CMJ/Reprodução

Nesta quarta-feira, 20, no plenário da Câmara de Jucás, localizado no interior do Ceará, o vereador Eúde Lucas (PDT-CE) disse que o autismo se cura "na peia", que é um tipo de cabo, ou na "chibata", uma vara fina e longa. Ele também debochou das mensagens de apoio que a atriz Letícia Sabatella recebeu após revelar seu diagnóstico de autismo.

"Tem uma declaração que os artistas, os autores, sei lá... tá rondando. Eu digo 'eu era autista', só que meu pai tirou o autista na peia. Naquele tempo tirava autista era na chibata. Porque era um menino meio traquina", disse ele em um vídeo, dando a entender que o autismo pode ser curado com uma surra.

O que é TEA: Letícia Sabatella expõe diagnóstico de autismo aos 52 anos O que é TEA: Letícia Sabatella expõe diagnóstico de autismo aos 52 anos

O vídeo está ganhando repercussão nas redes sociais e internautas se mostram indignados com a declaração de vereador. "Que tipo de parlamentar é esse que o povo elege heim? QUE ELA SEJA PUNIDO IMEDIATAMENTE", escreveu o influenciador Ivan Baron.

Autismo

Segundo o Ministério da Saúde, o Transtorno do Espectro Autista (TEA), mais conhecido como autismo, "é um distúrbio caracterizado pela alteração das funções do neurodesenvolvimento do indivíduo, interferindo na capacidade de comunicação, linguagem, interação social e comportamento". Ações repetitivas e hiperfoco para objetos específicos são algumas das características do autismo, que é classifiicado em três níveis de suporte. Autismo não tem cura, mas pode ser tratado de maneira multidisciplinar, com o apoio de fonoaudiólogos, médicos e psicólogos, para proporcionar mais autonomia para as pessoas com autismo. 

NÓS, autistas: "Autismo no Brasil tem raça, gênero e classe":
Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade