PUBLICIDADE

Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada de modelo agredida em academia de SP

Ex-promotora de Justiça, Gabriela Manssur representou contra o empresário após ser ofendida por ele em um vídeo nas redes sociais

13 jun 2024 - 16h33
Compartilhar
Exibir comentários
Justiça condena Thiago Brennand a indenizar advogada de modelo agredida pelo empresário em academia de SP
Justiça condena Thiago Brennand a indenizar advogada de modelo agredida pelo empresário em academia de SP
Foto: Reprodução/ Facebook Thiago Brennand FV

A Justiça de São Paulo condenou Thiago Brennand a indenizar, em R$ 60 mil, a advogada Gabriela Manssur, defensora da modelo agredida pelo empresário em uma acadamia na capital paulista. O processo foi movido por Manssur após Brennand publicar um vídeo em que ofende a advogada e a acusa de tráfico de influência. 

Preso desde abril de 2023 no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros, em São Paulo, o empresário já foi condenado três vezes, em primeira instância, por crimes sexuais e agressão física contra mulheres que, somados, contabilizam 20 anos de dois meses de prisão. 

Antes de sua prisão, Brennand publicou um vídeo em que chama Gabriela Manssur de 'bandida, maloqueira e canalha'. Ex-promotora de Justiça, a defensora representa a modelo agredida pelo empresário em uma academia em 2022.

Pelo crime contra a modelo, o réu foi condenado a 1 ano e oito meses de prisão e pagamento de R$ 50 mil em indenização à vítima. 

Manssur entrou com duas representações judiciais contra Brennad. Além de uma queixa-crime, a advogada o processou na esfera cível por dano moral. No entanto, a punição foi extinta no processo criminal, uma vez que a Justiça considerou o esgotamento dos prazos legais para regularização da ação. Gabriela recorreu, mas ainda não houve julgamento. 

Já no processo cível, em decisão do dia 5 de junho, a Justiça decretou a indenização de R$ 60 mil, que ainda terá o acréscimo de juros e correções. O Terra tenta contato com a defesa de Brennand. O espaço segue aberto para manifestação. 

Condenações de Thiago Brennand

Em janeiro passado, o empresário de 43 anos teve sua terceira condenação na Justiça, que determinou oito anos de prisão em regime fechado por estupro. Além do cárcere, a juíza Raisa Alcântara Cruvinel Schneider, do Fórum de Porto Feliz, em São Paulo, condenou o empresário a indenizar a vítima, uma massagista, em R$ 50 mil por danos morais. Ela alega que Thiago a estuprou em sua mansão na cidade.

Em outubro de 2023, Thiago Brennand foi condenado, também pelo Fórum de Porto Feliz, por dez anos e seis meses pelo estupro de uma norte-americana que visitou a mesma fazenda, com o intuito de comprar uma cavalo. O juiz do caso, Israel Salu, também impôs a multa de R$ 50 mil por danos morais.

Um mês depois, Thiago recebeu a segunda sentença, pelo caso cujas imagens o fizeram infame. O vídeo de uma câmera de segurança de uma academia, em São Paulo, mostra Brennand discutindo com uma mulher, até que parte para agressões corporais contra ela. O empresário foi condenado a um ano e oito meses de prisão.

Desde abril de 2023, Thiago Brennand está preso preventivamente no Centro de Detenção Provisória I (CDP), em Pinheiros, na capital paulista. Antes disso, o empresário estava nos Emirados Árabes, onde foi preso e extraditado para o Brasil. 

Todas as acusações contra Thiago Brennand Todas as acusações contra Thiago Brennand

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade