PUBLICIDADE

Jovem, bonito, gay e casado: novo primeiro-ministro da França sofreu homofobia

Gabriel Attal é alvo de ataques preconceituosos assim como seu chefe, o presidente Emmanuel Macron

9 jan 2024 - 14h41
(atualizado às 17h16)
Compartilhar
Exibir comentários

Aconteceu nesta terça-feira (9), em Paris, a troca do cargo de primeiro-ministro da França. Saiu Élisabeth Borne, 62 anos, e entrou Gabriel Attal, de 34. 

Ele se torna o mais jovem ocupante da função na Quinta República francesa, iniciada em 1958, e o único abertamente homossexual em todos os tempos. 

Quem são os políticos abertamente LGBTQIA+ pelo mundo Quem são os políticos abertamente LGBTQIA+ pelo mundo

Discreto, Attal foi arrancado do armário no livro escrito por um ex-colega de escola, em 2019. Questionado pouco depois, confirmou a orientação sexual sem se colocar como ativista. “Quanto à homossexualidade, sempre considerei que poderíamos aceitá-la sem reivindicá-la”, disse à revista ‘Closer’. 

Em outra entrevista, contou ter sofrido pesada homofobia nos tempos de colégio e também no ambiente virtual, com ataques anônimos. 

A SOS Homophobie, organização que apoia a comunidade LGBT+, festejou a chegada do jovem político ao poder. 

“Estamos muito satisfeitos por saber que ser gay hoje não é mais um obstáculo para ocupar cargos de chefia. A sociedade está progredindo e essa visibilidade vai na direção certa”, disse em comunicado. 

Gabriel Attal é casado com o deputado Stéphane Séjourné, 38 anos, conselheiro do presidente Emmanuel Macron. Segundo canais de notícias, ele teria influenciado pela nomeação do marido. 

O casal vai ocupar agora o Hôtel de Matignon, suntuoso palácio parisiense que serve de casa oficial do primeiro-ministro. 

País tradicionalmente de esquerda, a França aprovou no parlamento o casamento gay e a adoção de crianças por pessoas do mesmo sexo em 2013. 

Presidente desde 2017, o igualmente galã Macron, 46 anos, é alvo de frequente questionamento a respeito de sua sexualidade. Ele afirma que a homofobia e a misoginia explicam os boatos. 

Muitas pessoas não aceitam seu casamento com Brigitte, de quem foi aluno, que é 24 anos mais velha. Estão juntos há quase três décadas e não tiveram filho. Ela é mãe de três, do casamento anterior. 

Existe um segmento da imprensa francesa especializado em cobrir a vida íntima dos políticos do país. Manchetes sobre traição e filho fora do casamento, por exemplo, sempre rendem debate nacional. Os elegantes e cultos franceses, quem diria, não resistem a uma fofoca.

O novo primeiro-ministro Gabriel Attal em programa de TV: a renovação do charme da política francesa
O novo primeiro-ministro Gabriel Attal em programa de TV: a renovação do charme da política francesa
Foto: Reprodução/TV
Attal com o presidente Emmanuel Macron; e seu marido, Stéphane Séjourné
Attal com o presidente Emmanuel Macron; e seu marido, Stéphane Séjourné
Foto: Reprodução
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade