PUBLICIDADE

Jornalista acusa torcedor de racismo durante partida entre Fortaleza e Bahia na Fonte Nova

Acusado foi levado a delegacia após vítima apresentar provas do caso para as autoridades

15 fev 2023 - 16h57
(atualizado às 18h22)
Compartilhar
Exibir comentários
Jornalista Antônio Muniz sofre racismo na Arena Fonte Nova (Foto: Reprodução/Instagram)
Jornalista Antônio Muniz sofre racismo na Arena Fonte Nova (Foto: Reprodução/Instagram)
Foto: Lance!

O futebol brasileiro infelizmente ganhou mais um episódio de racismo para a história. O jornalista Antonio Muniz, da TV Bahêa, foi alvo de injúria racial no último clássico nordestino entre Bahia e Fortaleza, desta última terça-feira. Os dois times se enfrentaram na Fonte Nova e o Leão do Pici venceu o adversário por 3 a 0, pela Copa do Nordeste.

O comunicador trabalhava na transmissão do clássico quando foi ofendido por um torcedor do Bahia, que se encontrava na arquibancada. O indivíduo havia questionado se ele estava com piolho e fez comentário racista sobre o cabelo Dreadlock do jornalista.

- Eu entendi o que ele disse, mas pedi para que repetisse. Na sequência, ele começou a me chamar de rasta. Eu virei a câmera para ele, comecei a gravar e, em seguida, apresentei as gravações numa unidade da Polícia Civil que fica na Arena - relatou o Antonio Muniz em entrevista ao portal "Massa".

Após apresentar as filmagens realizadas para as autoridade da Arena Fonte Nova, os policiais apreenderam o agressor ainda no estádio. Além disso, como de costume, um boletim de ocorrência foi gerado para tratar do caso. O próprio clube Bahia também se posicionou contra a atitude do torcedor.

O Bahia não começou bem a Copa do Nordeste. Dos nove pontos disputados, a equipe tricolor só conseguiu somar um ponto, no empate por 2 a 2 contra o Ferroviário. O time do treinador Renato Paiva está na sétima colocação do grupo B do torneio e busca uma reviravolta para alcançar a fase eliminatória.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade