PUBLICIDADE

Influenciadores negros reagem a Jade Picon em campanha inspirada na cultura africana

A marca Arezzo convidou estilistas da Meninos Rei para recriar peça dos anos 70, que trouxeram elementos da cultura africana à coleção

27 set 2022 - 19h42
(atualizado às 19h51)
Compartilhar
Exibir comentários
Jade foi a modelo escolhida para usar peça inspirada em elementos da cultura africana
Jade foi a modelo escolhida para usar peça inspirada em elementos da cultura africana
Foto: Reprodução/Instagram

A Arezzo lançou esta semana a coleção de calçados para comemorar os 50 anos da marca, com a participação dos estilistas da Meninos Rei, que recriaram um modelo dos anos 70, a sandália Anabela. Os estilistas fizeram uma alusão aos turbantes usados pelas mulheres africanas na coleção.

A Meninos Rei comentou a parceria em suas redes sociais: "A inspiração para fazer essa releitura foi o que nos alimenta, nossa ancestralidade". Eles também postaram que "as estampas africanas, o patchowrk, o nó que faz a amarração foi uma alusão aos turbantes, coroas e símbolo de empoderamento feminino."

Usando também as redes, a Arezzo contou que os estilistas "trouxeram elementos da cultura africana em cores vibrantes e textura marcante" à coleção.

Confira abaixo a publicação da Arezzo.

E embora a artista Clara Buarque também esteja na campanha, na coleção dos anos 70, foi a escolha de Jade Picon que não agradou os internautas. Nas redes sociais, várias celebridades e influenciadores negros comentaram sobre o assunto.

A influenciadora Loo Nascimento classificou a escolha da ex-BBB como: "o verdadeiro tiro no pé". Já a educadora e diretora executiva do Instituto Marielle Franco, Anielle Franco, reagiu com um: "Tão de sacanagem né". A influenciadora Josy Ramos foi outra figura pública que registrou sua indignação nas redes: "Eu sou muito fã de Meninos Rei e fiquei chocada quando vi a Jade lá".

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade