PUBLICIDADE

Filho de Popó relembra apoio do pai depois de se assumir gay: "Me acolheu, não virou as costas"

Juan Freitas homenageou o pai nas redes sociais após o boxeador vencer o ex-BBB Kleber Bambam em uma luta

27 fev 2024 - 16h18
(atualizado às 16h21)
Compartilhar
Exibir comentários
Juan Freitas disse ainda que quando Popó o acolheu, foi quando os dois se conectaram como pai e filho
Juan Freitas disse ainda que quando Popó o acolheu, foi quando os dois se conectaram como pai e filho
Foto: Reprodução: Instagram/jpfreitass

Estudante de Medicina, Juan Freitas, filho do boxeador Popó, usou o Instagram para homenagear o pai depois dele vencer o ex-BBB Kleber Bambam em uma luta. Juan não poupou elogios, expressando o orgulho que sente do lutador e relembrando o passado.

“Foi com muita luta que ele conseguiu se consagrar Tetracampeão Mundial Unificado de Boxe e se tornar esse ídolo mundial, além de recordista por 29 nocautes consecutivos, com 41 vitórias de 43 lutas. Mas isso nem se compara à maior luta que ele já enfrentou: a pobreza”, iniciou.

Pais famosos que apoiam seus filhos gays Pais famosos que apoiam seus filhos gays

Além disso, Juan destacou a significativa importância de Popó como figura paterna, relembrando uma fase difícil que viveu quando não teve o direito de se assumir gay por vontade própria. O estudante foi "tirado" do armário por outras pessoas.

“Quando, durante a minha adolescência, tive o meu direito de me 'assumir' violado, sem a minha permissão e o meu consentimento, no maior momento de dor e incerteza na minha vida, ele me acolheu como ninguém e não virou as costas quando mais precisei, cumprindo com a sua obrigação de me amar e me respeitar independente de qualquer coisa”, declarou.

Juan disse ainda que quando Popó o abraçou por ser quem ele era, foi quando os dois se conectaram como pai e filho. “Foi de tamanha hombridade essa atitude que, sem isso, eu não chegaria tão longe”, relatou.

O jovem também agradeceu Popó pela ajuda em sua educação e o sonho de fazer Medicina. “Eu só queria agradecer ao senhor por ter me permitido realizar esse sonho. Nunca desistiu ou mediu esforços em persistir na minha educação. Obrigado por ter confiado em mim, nas minhas escolhas, na minha jornada. Eu não estaria aqui se não fosse por você. Carregarei esse nome com muita honra.”

Reconhecendo os privilégios que teve em sua vida, Juan comentou que desistiu do baile de formatura por um bem maior. “Decidi abnegar do meu Baile de Formatura e converter o dinheiro em fundos para casas de apoio a crianças que vivem com AIDS e para casas de apoio para população LGBTQIAP+ em situação de vulnerabilidade social.” 

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade