PUBLICIDADE

Empresário é indiciado por importunação sexual de menor em hotel de luxo

Igor Monteiro Simão, de 26 anos, é filho de um dos cotistas do local e chegou a ter a prisão preventiva solicitada pela polícia

3 ago 2022 - 17h00
(atualizado em 4/8/2022 às 11h11)
Ver comentários
Nas imagens, Igor aparece de bermuda, sem camisa e descalço se aproximando e colocando as mãos na coxa da menina
Nas imagens, Igor aparece de bermuda, sem camisa e descalço se aproximando e colocando as mãos na coxa da menina
Foto: Reprodução/ O Globo

O empresário Igor Monteiro Simão, de 26 anos, foi indiciado por importunação sexual de uma adolescente de 14 anos, em um hotel de luxo em Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro. A delegada Débora Rodrigues, da 12ª DP (Copacabana) chegou a pedir prisão preventiva do empresário, mas a juíza Luciana Halbritter acolheu argumentação do Ministério Público, contrária ao pedido, e indeferiu a prisão. A equipe do Terra procurou a Polícia Civil do Rio de Janeiro, mas não teve retorno até a publicação dessa matéria. 

Vídeos registrados pelas câmeras de segurança do hotel mostram o momento em que ele aborda a vítima, de 14 anos, no bar da cobertura do estabelecimento. Nas imagens, obtidas pelo jornal O Globo, Igor Simão aparece de bermuda, sem camisa e descalço, se aproximando e colocando as mãos na coxa da menina, que estava com uma amiga, também menor de idade. O fato ocorreu no por volta das 22h do sábado, 30. 

O empresário conversa e gesticula, as meninas chegam a olhar para trás. Cerca de três minutos depois, um funcionário do hotel se aproxima e tenta afastá-lo do local, mas Simão reagiu.

Em depoimento à polícia, a vítima contou que o garçom advertiu o homem, mas foi empurrado e ameaçado com as seguintes palavras: "Você sabe quem eu sou?". Segundo informações do jornal, Simão é filho de um dos 67 cotistas do hotel — cotistas são uma espécie de investidor com regalias.

Ainda conforme depoimento da adolescente, Igor estava alcoolizado quando se aproximou dela e da amiga e, apesar de ela dizer que era menor de idade, ele continuou se insinuando para as duas. Ele falava "com o rosto cada vez mais próximo" e elogiava as duas, dizendo que eram "muito bonitas". 

A adolescente contou à polícia que aproveitou a interferência do garçom para deixar o local e se dirigr ao quarto onde estava hospedada, sob os cuidados do pai da amiga. As duas relataram o ocorrido e a polícia foi acionada na sequência.

Fuga em BMW

Segundo o registro de ocorrência, inspetores estiveram no hotel por volta das 23h50 e apuraram que Igor Simão estava na condição de convidado. Sendo assim, ele podia usufruir dos serviços da cobertura, que incluem piscina e bar. Ele, no entanto, não foi encontrado no hotel.

Policiais militares foram até o condomínio onde ele mora, no Recreio, na Zona Oeste do Rio, e aguardaram para prendê-lo em flagrante. Sem sucesos, a polícia acredita que Simão tenha fugido em uma BMW na qual deixou o local por volta das 5h40.

Ao Globo, o hotel afirmou que agiu com "firmeza" e "dentro dos limites da lei" para coibir atitudes inoportunas de um cliente, e reforçou que um funcionário insistiu que o cliente deixasse o local. Como reação, o homem ameaçou e agrediu o funcionário.

O hotel ainda afirmou que cedeu as imagens tão logo foram solicitadas por autoridade competente e acrescenta que elas são claras e mostram que o cliente que teve atitudes inoportunas jamais foi protegido ou ajudado por funcionários do hotel. 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade