PUBLICIDADE

Denúncias de Vini Jr. provocaram mudanças de posicionamento sobre racismo na Espanha, diz especialista

Condenação de torcedores do Valência após casos de racismo contra atleta brasileiro mostra que casos não ficarão mais impunes

13 jun 2024 - 19h11
(atualizado às 23h54)
Compartilhar
Exibir comentários
Reação de Vini Jr causou mudança de postura em relação ao racismo, diz especialista após condenações:

Os casos de racismo denunciados pelo atacante brasileiro Vinícius Jr., do Real Madrid, foram essenciais para mudar o enfrentamento à discriminação racial no futebol da Espanha. A avaliação é de Marcelo Carvalho, diretor do Observatório da Discriminação Racial no Futebol, ao Terra Agora desta quinta-feira, 13. 

Na última segunda-feira, 10, a Justiça espanhola divulgou a condenação de três torcedores do Valência, denunciados por racismo contra o atual vencedor da Liga dos Campeões e cotado ao prêmio Bola de Ouro. Os réus foram sentenciados a oito meses de prisão, dois anos fora de estádios e pagamento de multas. 

Para Carvalho, o impacto das condenações para o futebol espanhol é 'imenso', "haja vista que a gente não tinha punição para os casos de racismo. Sobre as primeiras denúncias, os dirigentes espanhóis disseram que aquilo fazia parte do 'torcer'". 

Denúncias de Vini Jr. provocaram mudanças de posicionamento sobre racismo na Espanha, diz especialista
Denúncias de Vini Jr. provocaram mudanças de posicionamento sobre racismo na Espanha, diz especialista
Foto: Reprodução Instagram

"Com a decisão da Justiça em punir, é um avanço significativo e mostra para a sociedade que, se acontecer novamente, os racistas serão punidos", avalia o especialista. Ainda segundo ele, o posicionamento do atacante foi imprenscindível para que houvesse a mudança de posicionamento.  

"O Vinicíus Jr. teve o amparo de diversas instituições, e a Espanha se viu em um lugar onde nunca imaginou que estaria, então tomou a decisão", destaca. No Brasil, onde o racismo é previsto como crime na legislação, Carvalho alerta que não há casos de torcedores que ficaram presos por racismo nos estádios. 

"Nenhum caso que a gente monitorou, o torcedor está preso. Temos casos em que o torcedor foram identificados e presos, mas ficaram dois ou três dias detidos e foram liberados. E não temos notícia de um processo que possa levar eles para a cadeia", afirmou.  

Terra Agora vai ao ar toda quinta-feira, às 17h, ao vivo na home do TerraYoutube e nas redes sociais do Terra.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade