PUBLICIDADE

Sony: Compra de Call of Duty pela Microsoft 'pode influenciar usuários'

Fabricante do PlayStation falou sobre a aquisição da Microsoft em resposta ao Cade

1 ago 2022 - 10h22
Ver comentários
Publicidade
Call of Duty é uma das franquias de games mais populares
Call of Duty é uma das franquias de games mais populares
Foto: Activision / Divulgação

A aquisição da Activision Blizzard, publisher de jogos como os populares games da série Call of Duty, pode levar os usuários a comprarem consoles Xbox ao invés de PlayStation, disse a Sony ao Cade, órgão regulador do comércio no Brasil

Assim como agências norte-americanas e europeias, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) está analisando a aquisição bilionária anunciada pela Microsoft no começo do ano e fez uma série de perguntas para várias empresas do setor, incluindo Ubisoft, Riot Games, Bandai Namco, Warner Bros e, claro, a Sony.

Em resposta à agência, a Sony ressaltou a importância da franquia de jogos de tiro Call of Duty para a marca PlayStation - e para a indústria de games em geral - e o possível impacto da compra pela Microsoft para seus negócios:

"De acordo com um estudo de 2019, a importância de Call of Duty para o entretenimento, em geral, é indescritível", diz a Sony. "A marca é a única franquia de games que alcança um lugar no top 10 de marcas de entretenimento em geral entre os fãs, ao lado de sucessos como Star Wars, Game of Thrones, Harry Potter e O Senhor dos Anéis".

Por esse sucesso enorme, a Sony levanta a preocupação de que a aquisição de Call of Duty pela Microsoft "pode influenciar a escolha de console dos usuários". Se os games se tornassem exclusivos para consoles Xbox, seria pouco provável que os fãs de Call of Duty mudassem para outros jogos. "Eles perderiam a familiaridade, a habilidade e até os amigos que fizeram jogando o game", explica a fabricante do PlayStation.

A preocupação é real e a Sony já manifestou publicamente que espera que Call of Duty permaneça multiplataforma depois que a aquisição for concluída. A Microsoft inclusive já afirmou que deseja manter Call of Duty disponível nos consoles PlayStation.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade