PUBLICIDADE

Mojang trabalha para "vender" terras em 'Minecraft'

15 mar 2013 11h01
| atualizado às 11h01
ver comentários
Publicidade
Serviço de assinatura de mundo em 'Minecraft' protegeria crianças de conteúdo não-aprovado pelos pais
Serviço de assinatura de mundo em 'Minecraft' protegeria crianças de conteúdo não-aprovado pelos pais
Foto: Reprodução

O estúdio de games Mojang está trabalhando em um novo serviço, chamado Minecraft Realms, que pretende dar aos jogadores a opção de “comprar” áreas no universo multiplayer de Minecraft. Segundo o site Game Politics, o serviço seria de assinatura mensal e serviria para os pais de jogadores protegerem o conteúdo em que seu filhos têm acesso dentro do jogo.

“Nós nunca tentamos vender nada além do jogo e de merchandise”, disse o CEO da Mojang, Carl Manneh. “Será muito interessante ver se a comunidade estará preparada para pagar por isso”. Com o serviço, o executivo espera satisfazer a necessidade de uma audiência não tão fanática por games, enquanto apresenta uma nova alternativa de receita.

“Nossos consumidores do Minecraft Realms seriam pais que estão cansados de atuarem como administradores de servidores, preocupados com seus filhos. Ele será um tipo mais simples de serviço focado na família e crianças", explicou 

Assinantes terão seu próprio mundo auto-suficiente, como total controle de quem tem acesso com uma lista de amigos. Apenas uma pessoa por mundo necessitaria ter uma conta no Realms e qualquer outra pessoa convidada precisará ter apenas o jogo e conexão com a internet.

Sem oficializar um preço, a Mojang indicou que o serviço pode custar entre US$ 10 e US$ 15 por mês, com cartões pré-pagos para aqueles que não têm cartão de crédito. “Tudo o que sabemos é que há uma grande demanda por esse serviço. E acredito que Realms será nossa maior fonte de receita no futuro, trazendo mais dinheiro que o jogo em si”, disse Manneh.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade