PUBLICIDADE

Nintendo confirma demissões em equipe de testes

Decisão pode ter afetado mais de 100 funcionários

28 mar 2024 - 11h07
(atualizado em 11/4/2024 às 16h54)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
A Nintendo anunciou uma reestruturação no seu departamento de testes, que resultou no corte de trabalhadores terceirizados. Acredita-se que mais de 100 funcionários foram afetados.
Em mais um episódio de demissões na indústria de jogos, até mesmo a Nintendo precisou enxugar o quadro de funcionários
Em mais um episódio de demissões na indústria de jogos, até mesmo a Nintendo precisou enxugar o quadro de funcionários
Foto: Reprodução / Nintendo/Illumination

Após sites alegarem no começo do ano que o sucessor do Switch foi adiado para 2025, a Nintendo informou que sua equipe de testes está passando por uma reestruturação, a qual irá resultar no corte de alguns funcionários terceirizados e também na criação de “um número significativo de novos cargos de funcionários em tempo integral”.

“Para todas as designações que estão encerrando, as agências de funcionários terceirizados, com o apoio [da Nintendo of America], vão oferecer pacotes de indenização e fornecerão assistência durante a transição”, disse a Nintendo em um comunicado enviado ao Kotaku por um porta-voz da empresa. “Para os terceirizados que nos deixarão, estamos tremendamente gratos pelas importantes contribuições que fizeram ao nosso negócio e estendemos nossos sinceros agradecimentos pelo seu trabalho árduo e serviço à Nintendo”.

De acordo com os funcionários afetados, a reestruturação está ocorrendo porque a Nintendo está passando um período de “calmaria” no seu departamento de testes, com os funcionários alegando que não há nenhum jogo importante sendo feito por seus estúdios para ser lançado no curto prazo e que nenhum deles testou o sucessor do Switch.

Não se sabe o número oficial de pessoas afetadas pelo corte, mas quatro ex-funcionários e atuais funcionários da Nintendo afirmaram ao Kotaku que mais de 100 trabalhadores podem ter sido afetados, e que as funções que estão sendo convertidas em empregos em tempo integral serão removidas da equipe de testes.

Com isso, a Nintendo junta-se ao time de empresas que realizou demissões em 2024, fazendo companhia para a Sony, Microsoft e a Sega.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade