PUBLICIDADE

Endless Dungeon é mix estratégico divertido para curtir com amigos

Game de estratégia combina roguelite com tower defense, resultando em uma mistura cativante

29 mar 2023 - 11h00
(atualizado às 12h44)
Compartilhar
Exibir comentários
Endless Dungeon chega em maio para PC e consoles
Endless Dungeon chega em maio para PC e consoles
Foto: Amplitude Studios / Divulgação

Novo game da Amplitude Studios, Endless Dungeon é o resultado de uma mistura interessante de elementos como ação estratégica, roguelite, tower defense, visão isométrica, multiplayer cooperativo e... pugs intergalácticos - tudo isso dentro de um universo já aclamado no mundo dos games.

Quer conhecer outros jogadores, saber das últimas novidades dos games e ter acesso a brindes e campeonatos? Participe do nosso Discord!

O Game On teve acesso a um preview do game da desenvolvedora francesa formada em 2011 por antigos funcionários da Ubisoft. A ambição e qualidade das produções autorais da dev independente foram tamanhas a ponto de ser adquirida como um dos braços criativos da Sega West em 2016, a fim de aumentar o portfólio da publisher destinado a PCs. Hoje, o estúdio é conhecido por seus games de estratégia - desde Humankind até toda a franquia Endless.

Mistura caótica e divertida

A premissa de Endless Dungeon é uma grande mistureba com inúmeros estilos diferentes e pode até parecer meio confusa, mas no final a ideia é simples: sua equipe acabou sugada para uma estação espacial com tecnologia anciã e vocês precisam chegar ao seu núcleo para tentar sair deste lugar misterioso. Assim, é necessário defender seu cristal das hordas de criaturas que seguirão você e seus amigos com unhas, dentes, armas e torretas bufadas para continuar abrindo portas e explorando diversos andares existentes.

Se você gosta de experimentar um bom caos para juntar a galera e fortalecer a amizade - ou talvez acabar com a relação - Endless Dungeon é perfeito para tal. Fui convidada para visitar o escritório da Amplitude Studios em Paris, na França, para experimentar o mais novo jogo da desenvolvedora e admito que, por mais que eu tenha um fraco por este modelo específico, eu fiquei animada justamente pelas novidades que o título pode trazer ao gênero.

Cenários e personagens de Endless Dungeon tem um tom meio 'faroeste espacial'
Cenários e personagens de Endless Dungeon tem um tom meio 'faroeste espacial'
Foto: Amplitude Studios / Divulgação

Mas o que exatamente mais um cenário distópico sci-fi e sucessor espiritual de Dungeon of Endless poderia trazer de novo? Primeiro que o jogo aparenta estar mais fácil para os jogadores de primeira viagem enquanto ainda adiciona elementos de desafios para os hardcore gamers. O grande salão - sua base - no qual é possível trocar de skins, realizar melhorias com recursos (tal qual se espera de um roguelite) e muitas outras opções também possui um café no qual você utiliza receitas encontradas nas fases para bebidas que oferecerão desafios durante as partidas - a “Pepper Punch”, por exemplo, faz com que as torretas colocadas no chão fiquem tão poderosas a ponto de aplicarem dano entre si, obrigando o player a regularmente reparar suas defesas.

E vamos ao segundo ponto (ao meu ver, o mais importante): a jogabilidade para consoles está muito bem estruturada. Isso é realmente um grande feito na categoria tática, principalmente considerando que a equipe de desenvolvimento recomendou que eu jogasse no controle.

Batalhas contra chefes enormes são caóticas e cheias de efeitos especiais
Batalhas contra chefes enormes são caóticas e cheias de efeitos especiais
Foto: Amplitude Studios / Divulgação

Note que eu sempre faço uso do mouse e teclado, já que prefiro o PC para este tipo de jogatina - que me perdoem os nintendistas, sonystas ou caixistas, mas esta sempre foi uma realidade em games estratégicos - e honestamente? Achei a gameplay bem orgânica, não tive quaisquer problemas enquanto segurava um controle de Xbox jogando em um computador. Tudo isso fez ainda mais sentido quando ouvi diretamente do Lead Game Designer, Arthur Prudent, como esta foi a primeira vez que eles projetaram uma boa base inicialmente já pensada nos consoles.

Um jogo novo, sem esquecer o passado

Para quem está chegando agora e nunca jogou qualquer game da franquia, já esclareço desde já que não é necessário ter nenhuma experiência prévia… mas para aqueles que já passaram inúmeras horas tentando passar pelas fases extremamente difíceis de Dungeon of Endless, já trago a fofoca quentinha: a equipe desenvolvedora me assegurou de que existem inúmeros pugs espaciais espalhados pelos mapas como easter eggs, justamente como um agrado aos fãs antigos.

Os amantes da franquia podem ficar despreocupados: por mais que as inúmeras adições a Endless Dungeon tenham tornado ele um game por si só, ainda assim os conceitos já existentes anteriormente são aplicados de forma muito similar. Quando você está em um andar e abre uma porta, pode receber de forma aleatória os recursos de Indústria, Ciência e Comida; seja para realizar novas construções, fazer pesquisas para melhorias ou curar/evoluir heróis. Há também a mecânica de geradores de recursos para melhorar a obtenção dos mesmos - só cuidado para não esquecer de defender esses locais de interesse… Um deslize assim pode custar caro, acredite em mim.

Por mais que possa ser jogado no formato single player com boas possibilidades de alternância de estratégia, o maior acerto de Endless Dungeon é a forma como o game foca na experiência em party, com sistema de pings no mapa para visibilidade geral do grupo, chat de voz no multiplayer online e uma estrutura com personagens únicos e habilidades dependendo do estilo de cada pessoa. Se você morrer, precisará de auxílio dos amigos para reviver, o que traz um sentimento de coletividade que me deixa muito engajada nos games atuais.

São três personagens iniciais, com mais cinco desbloqueados ao longo do game
São três personagens iniciais, com mais cinco desbloqueados ao longo do game
Foto: Amplitude Studios / Divulgação

Ao todo são 8 heróis, porém o jogador inicialmente começa somente com 3 opções disponíveis (Sweeper, Bunker e Zed) e vai desbloqueando novas possibilidades conforme avança no game. Utilizando os recursos de maneira inteligente e destruindo algumas partes do cenário para loot, o time terá a possibilidade de se curar constantemente, equipar até duas armas e, se for o caso, continuar trocando de personagem até achar alguém na sua pegada. Isso, é claro, sem falar no quanto as torretas ajudam no confronto como um todo - elas também podem ser evoluídas, assim como inúmeros aspectos no jogo.

Eu poderia me alongar e rasgar elogios sobre a arte, o formato isométrico, a forma como conseguiram entregar bem nos formatos de comunicação em party, os puzzles para entender melhor a história por trás desta estação sombria e até mesmo o sistema de skins por desafios, mas a realidade é que este é um título que fica melhor ainda quando jogado ao lado de amigos. A todo momento enquanto eu corria de um lado para o outro defendendo meu cristal e tentando ajudar colegas de equipe, pensava que adoraria ver o pessoal do meu grupo de jogatina por lá - nós com certeza faríamos uma corrida contra o tempo e finalizaríamos os 3 diferentes distritos em muitas horas de gameplay e poucas de sono.

Considerações

Partidas de Endless Dungeon são caóticas e perfeitas para se divertir com os amigos
Partidas de Endless Dungeon são caóticas e perfeitas para se divertir com os amigos
Foto: Amplitude Studios / Divulgação

Em um panorama geral, estou animada para o lançamento de Endless Dungeon em 18 de maio para PC, PS4, PS5, Switch, Xbox One, Xbox Series X/S. Sinto que eu e meus amigos ainda vamos rir muito (ou chorar, dependendo do nível de dificuldade) enquanto dedicamos boas horas ao game nos finais de semana.

De resto, lembre-se: salve o cristal, geradores não podem ser reconstruídos depois de destruídos, destrua elementos do cenário que possam te dar recursos ou armas diferentes e principalmente: não se esqueça de procurar pelos pugs intergalácticos!

*A jornalista viajou ao estúdio da Amplitude Studios, em Paris, França, à convite da Sega.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade