PUBLICIDADE

Free Fire - Cinco equipes para ficar de olho na LBFF 6

Liga Brasileira de Free Fire retorna neste sábado, 28 de agosto

27 ago 2021 10h56
ver comentários
Publicidade
Foto: Garena / Divulgação

A sexta temporada da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) começa neste sábado (28), a partir das 13h (horário de Brasília), e trará uma premiação recorde de R$ 745 mil. As 18 melhores equipes do Brasil lutarão durante dois meses para decidir quem é a melhor no popular Battle Royale da Garena.

O Game On separou cinco equipes para você ficar de olho durante o split. Equipes que têm em seus elencos jogadores que podem fazer a diferença e que têm todos os elementos para surpreender o cenário.

Vivo Keyd

Vivo Keyd
Vivo Keyd
Foto: Garena / Divulgação

A atual campeã nacional dominou completamente o cenário na última temporada da LBFF. "Nando9" e Stark" eram as peças que faltavam para a Vivo Keyd finalmente conquistar o título da competição após dois vice-campeonatos nas primeira e terceira edições.

"Em time que está ganhando, não se mexe". O ditado popular parece ter inspirado a equipe para a próxima temporada e apenas uma alteração foi feita no elenco. "Kbção", o quinto homem da equipe, deu lugar a "Reei", velho conhecido da torcida. "Reei" participou da LBFF 4 e estava no time de influenciadores da Vivo Keyd. Agora, o jogador volta para reeditar a velha parceria com "Modestia" e buscar mais um título para os Guerreiros.

 

 

A Vivo Keyd é uma das grandes favoritas ao título e ao bicampeonato nacional, feito inédito até então na competição. 

Los Grandes

Los Grandes
Los Grandes
Foto: Garena / Divulgação

A Onda Laranja é uma das organizações que contam com uma torcida fanática no Brasil. Depois de uma breve passagem na Série B, a equipe retornou à elite no Free Fire e não conseguiu um bom desempenho na quinta temporada. Mas as coisas parecem estar mudando na Los Grandes.

A equipe é o grande destaque da janela de transferência e contratou dois jogadores de peso para o elenco: "Cebolinha" e "mvR". Enquanto "Cebolinha", ex-Netshoes Miners, retorna para a equipe que o consagrou no cenário nacional, "mvR" chega da FURIA, uma das equipes que sempre estão no topo do competitivo. 

 

 

Além disso, as peças mais importantes da quinta temporada permanecem na equipe: "Gus", "RafaX" e "Mamute". A Los Grandes chega mais madura para a competição e deve brigar pelo topo.
 

Fluxo

Fluxo
Fluxo
Foto: Garena / Divulgação

A equipe de "Nobru" é uma das mais respeitadas no cenário nacional, e não é para menos. Campeã da LBFF 4 e quarta colocada no Free Fire World Series 2021 SG, a equipe não fez nenhuma alteração em seu elenco desde sua criação e conta novamente com Syaz, cada vez mais experiente na competição. O atual MVP e Brabo da Galera chega querendo manter a coroa e ser novamente um dos principais nomes do campeonato.

Além disso, JapaBKR é um dos maiores  jogadores do cenário. Bicampeão nacional e primeiro jogador a alcançar a marca de 300 abates na história da LBFF, ele levou toda sua experiência para a jovem equipe criada no início do ano.

Por fim, Mestre K9 não foi eleito o melhor técnico da competição três vezes à toa. Sob seu comando, o Fluxo tem tudo para trazer de volta a taça da LBFF para casa.

Xisde

Xisde
Xisde
Foto: Garena / Divulgação

Novata na Série A, a Xisde conquistou a vaga para a elite nacional no Grupo de Acesso, ainda sob a alcunha de Equipe X. A organização criada por Luiz Fontes, conhecido como "Jesus", e Tom Toledo, chega com a proposta de trazer mais diversidade ao cenário de esports e um conteúdo diferenciado para o público.

 

 

A equipe, apadrinhada pelas torcidas do Corinthians e do Fluxo, chega com o mesmo elenco que garantiu a vaga no Grupo de Acesso. Além disso, a Xisde é a única equipe que traz mulheres em seu elenco: "Debbs" e "Ldiaas" foram responsáveis diretas pela classificação e são peças chave para a disputa da LBFF 6.

A figura feminina é de extrema importância para a organização e pode fazer a diferença durante o split. Depois da conquista de "Tami" pela SS e-Sports na terceira temporada da LBFF, a representatividade feminina volta a ser um dos pontos de destaque da competição. 

AmazonCripz

AmazonCripz
AmazonCripz
Foto: Garena / Divulgação

Outra estreante na Série A, a equipe amazonense traz consigo uma das histórias de superação mais bonitas do Free Fire. Durante as disputas do Grupo de Acesso da LBFF 4 - onde eram consideradas uma das favoritas às vagas -, a equipe sofreu com uma queda de energia em Manaus e precisou disputar as quedas do dia através do sinal 4G dos celulares enquanto rodava pela cidade em busca da melhor localização.

Como resultado, foram os poiores da disputa e viram um sonho ser interrompido. Mas eles se reergueram e brilharam na Série B da LBFF 5: mesmo sem conseguir o acesso direto, a equipe teve um bom desempenho no último Grupo de Acesso e, com uma arrancada impressionante nas três últimas quedas, garantiu a tão sonhada vaga.

Embora tenham perdido "Prozin", um de seus melhores jogadores que se transferiu para a forte B4, a equipe chega na Série A querendo provar seu valor e pode surpreender as demais equipes.

 

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade