PUBLICIDADE

CoD Warzone Mobile é boa adaptação do jogo para celulares

Activision leva um dos battle royales mais populares para novo formato e com progressão cruzada

5 abr 2024 - 15h40
Compartilhar
Exibir comentários
Battle royale de Call of Duty, Warzone chegou com tudo aos celulares
Battle royale de Call of Duty, Warzone chegou com tudo aos celulares
Foto: Activision / Divulgação

A Activision lançou Call of Duty Warzone Mobile no fim de março para celulares Android e iOS após deixar o jogo em acesso limitado por todo o ano de 2023. O jogo é uma adaptação do sucesso de consoles e PCs para um novo formato. Por se tratar de um battle royale para celular, Warzone passa longe de ser uma novidade, mas isso não quer dizer que o game não é um trabalho bem-sucedido.

Aliás, é bem comum que franquias que tiveram sucesso grandioso nos PCs e consoles tentem a sorte no mobile. League of Legends, Apex legends e até um futuro VALORANT são exemplos disso. Entretanto, me arrisco dizer que Call of Duty entendeu melhor que muitas franquias como fazer essa transição de formatos e acertou em separar o que funcionaria ou não no mobile.

Warzone se preocupa com acessibilidade

Falar de um jogo para celulares passa necessariamente por questões de acessibilidade. Qual tipo de smartphones irá rodar o jogo? Será necessário estar conectado na tomada constantemente por questões de bateria? A instalação do game irá atrapalhar o rendimento do aparelho mesmo quando não estou jogando?

No Brasil, Free Fire foi um caso de sucesso exatamente por trazer um jogo com formato popular, que rodava em praticamente todos os smartphones. No caso de Warzone, ainda que o aplicativo seja consideravelmente mais pesado que o próprio Free Fire, houve uma preocupação clara para que um número grande de pessoas conseguissem jogar.

O game possui um sistema de armazenamento de informações de pré-renderização que tornam o jogo mais leve segundo o tempo que você ficar ativo. Dessa forma, consegui jogar por algumas horas no meu Samsung S20 FE, considerado um aparelho de entrada, sem que o meu celular esquentasse em um nível alarmante. O consumo de bateria é bem alto, mas acredito que está dentro do esperado para este tipo de game.

Jogabilidade bem adaptada para celulares

Call of Duty: Dicas para dominar Warzone Mobile:

Call of Duty Warzone Mobile tinha a missão de trazer um jogo com diversas opções de controle para uma tela muito menor. Games para celular, por padrão, são uma dor de cabeça para pessoas como eu, que possuem dedos grandes e desajeitados. Não foi o caso aqui, uma vez que Warzone veio com o número certo de opções na tela.

A curva de evolução na jogatina é clara e intuitiva. Não é nada difícil pegar o costume mecânico de atirar, recarregar, correr, pular e fazer demais ações do jogo. Claro que o nível de habilidade influencia a velocidade e reflexos nessas horas, mas, de forma geral, a jogabilidade vem com uma naturalidade boa para o usuário.

Progressão cruzada é acerto

Call of Duty Warzone Mobile - Nota 8
Call of Duty Warzone Mobile - Nota 8
Foto: Game On / Divulgação

Por fim, Warzone Mobile foi lançado com um passe de batalha que tem progressão cruzada com Call of Duty: Modern Warfare III e Warzone de PC e consoles. Ou seja, o nível do passe, bem como a evolução das armas dos jogadores, se mantém para os outros formatos do game.

Este é um grande acerto da desenvolvedora, já que incentiva os fãs a testarem o jogo mobile. Pense só, você como jogador veterano do Warzone padrão está esperando um ônibus, ou indo para o trabalho no metrô e poderá evoluir seu passe de batalha com um novo game.

No resumo, Call of Duty Warzone Mobile se mostrou um acerto da Activision em seu lançamento. Agora, cabe à empresa manter o jogo atualizado, com cada vez menos bugs e, quem sabe, melhorando ainda mais a acessibilidade para diferentes aparelhos.

Gratuito para jogar, Call of Duty Warzone Mobile está disponível para dispositivos Android e iOS.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade