PUBLICIDADE

Beyond the Dawn expande história de Tales of Arise muito bem

DLC do JRPG da Bandai Namco explora as consequências do fim do jogo base

16 nov 2023 - 14h49
(atualizado em 20/11/2023 às 12h47)
Compartilhar
Exibir comentários
Tales of Arise: Beyond the Dawn é boa expansão para o jogo da Bandai Namco
Tales of Arise: Beyond the Dawn é boa expansão para o jogo da Bandai Namco
Foto: Reprodução / Bandai Namco

Tales of Arise foi lançado em 2021, trouxe uma campanha extensa com uma boa história, um conjunto que rendeu o prêmio de melhor RPG no The Game Awards daquele ano. Agora, em 2023, a Bandai Namco resolve explorar ainda mais aquele mundo com a expansão Beyond the Dawn e traz ainda mais profundidade para um universo que já era bem complexo.

Quer conhecer outros jogadores, saber das últimas novidades dos games e ter acesso a brindes e campeonatos? Participe do nosso Discord!

A história da DLC se passa após os acontecimentos do jogo base e foca na personagem Nazamil, principalmente. Dessa forma, a análise terá spoilers do enredo de Tales of Arise e tratará, essencialmente, do que foi apresentado no conteúdo inédito, que pode render cerca de 20 horas para os jogadores.

Fim de guerra significa paz?

Tales of Arise se encerra com Alphen e seus companheiros evitando a guerra entre rehnianos e dahnianos ao destruírem o planeta Lenegis. Apesar do fim do jogo ser algo com toques de esperança e de que tudo vai dar certo, Beyond the Dawn se passa um ano depois com uma visão mais realista ao mostrar que o fim de uma guerra não significa paz entre os povos.

Neste contexto, somos apresentados à Nazamil, que é filha de um lorde rehniano com uma mulher de Dahna. A jovem é perseguida e personifica o conflito cultural entre os povos, que persiste mesmo após o fim da guerra entre os planetas.

História de Beyond the Dawn apresenta personagem Nazamil
História de Beyond the Dawn apresenta personagem Nazamil
Foto: Bandai Namco / Reprodução

A história de Beyond the Dawn é um dos grandes acertos da DLC, que consegue expandir consideravelmente o universo. Além da narrativa principal, o jogo conta com quests secundárias dos personagens que também amplia o background de Alphen e sua trupe. Os dialógos entre o grupo estão muito bem escritos e conseguem mostrar uma evolução clara de intimidade desde Tales of Arise.

Beyond the Dawn não traz novas mecânicas, mas tem bons chefes

Beyond the Dawn segue à risca a cartilha de uma boa DLC, uma vez que apresenta uma expansão da história, mas não necessariamente inova nas mecânicas, por não precisar. O sistema de combate, que mistura magias com golpes de espadas segue bem dinâmico e é renovado aqui por trazer alguns novos chefes extremamente desafiadores.

Além disso, para essas batalhas maiores, os jogadores precisarão passar por um grind. Beyond the Dawn não é direto ao ponto neste sentido e, como JRPG, não deveria ser. Um dos efeitos disso é uma duração considerável para uma expansão, que pode render mais 20 horas de jogatina para quem zerou Tales of Arise e queria mais daquele universo.

Esta análise foi feita em um PS5 com uma cópia de Beyond the Dawn gentilmente cedida pela Bandai Namco.

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui! 

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade