PUBLICIDADE

Análise: UFC 5 é boa atualização da franquia de MMA

Jogo conserta erros dos anteriores e traz pancadaria fluída

27 out 2023 - 13h30
Compartilhar
Exibir comentários
EA Sports UFC 5 é boa atualização para a franquia de MMA
EA Sports UFC 5 é boa atualização para a franquia de MMA
Foto: Reprodução / EA Sports

Depois de três anos sem uma nova entrada na franquia, UFC 5 chega em 2023 com um novo motor gráfico e com a promessa de aumentar o realismo do jogo do maior campeonato de lutas de MMA. A boa notícia é que o game atualiza bem sua gameplay, além de ouvir algumas reclamações antigas dos fãs da série.

Novo motor gráfico deixa pancadaria fluída

Por padrão, os jogos de UFC são lançados em espaços de dois anos. No entanto, o quinto jogo da franquia demorou um ano a mais para ser lançado e existe um motivo para isso: a troca do jogo para o Frostbite, motor gráfico da EA – o mesmo usado em EA Sports FC 24, por exemplo.

A troca tem a clara intenção de trazer melhorias significativas, tanto nos gráficos quanto na jogabilidade.

Em termos visuais, UFC 5 não representa uma melhoria tão grande quando comparado ao seu antecessor. Aliás, existem lutadores que estão com um acabamento gráfico melhor do que outros. É o caso de Israel Adesanya, um dos garoto-propaganda do jogo: a comparação entre o nigeriano e outros lutadores deixa claro que a EA Sports escolheu onde queria dar maior destaque.

Mas, por sorte, a evolução da gameplay foi um dos focos da desenvolvedora e o resultado é extremamente positivo. Trocar socos nunca foi tão realista quanto em UFC 5. Além de dar movimentos mais reais para os lutadores, o jogo conta com novas mecânicas que ajudam no decorrer das lutas. Por exemplo, os machucados não são apenas um suporte visual. Se o seu lutador está com um corte no olho direito, isso afetará a forma como ele luta de um jeito semelhante ao que afetaria na vida real.

Luta de chão está melhor do que nunca

Uma das reclamações mais antigas dos fãs da franquia UFC era a forma como as lutas no chão se desenrolavam. Isso foi modificado algumas vezes dentro da série, mas nunca agradou a comunidade. Em UFC 4, a solução escolhida era um mini game tedioso e pouco realista, para dizer o mínimo.

Para o novo game, as quedas foram retrabalhadas e a EA optou por deixar as coisas menos computadorizadas. Ao ir pro chão, o jogador sempre terá três opções de ação seguinte à atual, mas ele determinará qual é o melhor golpe à partir de sua leitura do momento, ao contrário do jogo anterior, em que tudo era completamente mecânico.

Modo carreira evolui de forma apropriada

EA Sports UFC 5 - Nota: 8
EA Sports UFC 5 - Nota: 8
Foto: Reprodução / Game On

Um dos grandes atrativos de UFC é o modo carreira. Porém, não existe tanto espaço para evolução, uma vez que o modo já era bem funcional em UFC 4. Dessa forma, UFC 5 mantém a mesma fórmula e apenas adiciona  algumas etapas extras na progressão.

Por exemplo, agora é necessário passar por um período maior em lutas não-oficiais. Além disso, o jogo aposta em mais cutscenes, na tentativa de criar uma narrativa mais engajante. Essas adições funcionam, mas no fim das contas o que importa é realmente a evolução que UFC 5 mostra dentro do octógono virtual.

EA Sports UFC 5 corresponde bem às expectativas e é uma clara evolução ao título anterior, sendo maior e melhor em tudo o que precisava ser.

O jogo está disponível para PlayStation 5 e Xbox Series X|S.

Esta análise foi feita em um PlayStation 5 com uma cópia do jogo cedida gentilmente pela EA Sports.

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade