PUBLICIDADE

15 anos atrás, Brasil conquistava o Counter-Strike

Há 15 anos, MIBR faturava título da ESWC 2006 e colocava o Brasil no mapa do esport mundial

2 jul 2021 15h19
ver comentários
Publicidade

O dia 2 de julho é especial para os fãs brasileiros de Counter-Strike. Neste dia, há 15 anos, o Made in Brazil (MIBR) faturava a Electronic Sports World Cup (ESWC) de 2006, o primeiro título mundial dos brasileiros na modalidade. A lendária organização brasileira venceu os suecos da Fnatic na decisão.

A equipe contava com importantes nomes do Counter-Strike brasileiro como Lincoln "fnx" Lau, Raphael "cogu" Camargo, Renato "nak" Nakano, Bruno "bruno" Ono e Carlos Henrique "KIKO" Segal.

Com o título mundial, o Brasil passou a ser reconhecido como uma das melhores regiões do jogo no planeta. A partir daí, os brasileiroes passaram a impor respeito e conquistaram diversos títulos no esport.

A jornada até a ESWC

A caminhada do MIBR até o título começou ainda no Brasil com a disputa da Brazil Cup em abril de 2006. Na época, o MIBR venceu a g3nerationX para garantir vaga na ESWC Brazil 2006.

Kiko
Kiko
Foto: Fragbite / Divulgação

Um caso curioso é que na época o MIBR contava com duas equipes: uma jogava com a tag MIBR.SP e a outra MIBR.RJ. A equipe que conquistou a classificação ao mundial jogava representando São Paulo.

Na edição brasileira da ESWC 2006, campeonato que definiu a equipe do Brasil na disputa do Mundial, o MIBR paulistano venceu seus irmãos de organização na final da seletiva.

Os playoffs

MiBR campeã do mundo em 2006
MiBR campeã do mundo em 2006
Foto: ESWC / Divulgação

Diferente dos dias atuais, em 2006 os playoffs eram jogados apenas em um mapa. Com isso em mente, os brasileiros do MIBR precisaram vencer três mapas para levantar o troféu.

Nas quartas de final, os brasileiros pegaram os espanhóis da x6tence e, de maneira fácil, aplicaram 16-5 na Nuke para avançar à semifinal. Contra a equipe alemã da ALTERNATE aTTaX, o jogo foi muito mais equilibrado e somente na prorrogação o MIBR venceu, na Train, por 19-16.

A grande final, como já sabem, foi contra a Fnatic. Os suecos, na época, contavam com a titularidade de Partrik "f0rest" Lindberg, um dos maiores jogadores da história do Counter-Strike.

Nessa partida, o MIBR não viu muita dificuldade para passar pela Fnatic. Os brasileiros aplicaram, na Inferno, o placar de 16-6 para vencer o título da competição.

Depois da vitória

Com a vitória, o MIBR levou US$ 52 mil de premiação. O campeonato distribuiu, no total, US$ 160 mil.

O time não ficou junto durante muio tempo após o título. Os jogadores nak e bruno deixaram a equipe em setembro de 2006, ainda que tenham voltado e saído da equipe várias vezes por alguns anos. A saída definitiva de bruno foi em maio de 2008 e nak, em março do ano seguinte.

KIKO e cogu também passaram pela mesma situação de nak e bruno. Os jogadores deixaram o MIBR em janeiro e junho de 2007, respectivamente. Entre idas e vindas, cogu deixou o MIBR em definito em novembro de 2009 e KIKO passou por jogador e treinador da equipe em diversos momentos até sair de vez em 2009.

Já fnx deixou o MIBR em agosto de 2007, quando acertou sua ida à g3nerationX. Após passar pouco mais de uma mês na nova organização, o jogador voltou ao MIBR, mas deixou o time, de vez, em fevereiro de 2009.

Fonte: Game On
Publicidade
Publicidade