0

Wada: Inspeção em laboratório russo continuará em Moscou

Agência Mundial Antidoping nega que autoridades russas tenham imposto obstáculos ao trabalho feito pelos especialistas

16 jan 2019
15h56
atualizado às 16h50
  • separator
  • 0
  • comentários

A Agência Mundial Antidoping ( Wada, na sigla em inglês) informou nesta quarta-feira que vai estender a sua visita de inspeção ao laboratório de Moscou por mais alguns dias, mas negou que as autoridades russas tenham imposto novos obstáculos ao trabalho feito por seus três especialistas desde a semana passada.

"A investigação requer mais tempo do que se pensava inicialmente, mas o grupo não encontrou problemas concretos ou dificuldades na realização do seu trabalho", informou a Wada por intermédio de um comunicado oficial.

Foto: DigicomPhoto / iStock

O chefe da Wada, Craig Reedie, estava "decepcionado" no primeiro dia do ano pelo fato de a Rússia obstruir no final de dezembro o trabalho da comissão técnica com o argumento de que o equipamento utilizado não havia sido aprovado no país.

Quando a Wada informou que não poderia completar os trabalhos até a data limite - 31 de dezembro -, muitas opiniões nos Estados Unidos e em outros países ocidentais se posicionaram a favor de não mais confiar na Rússia e suspendê-la até novo aviso a Agência de Antidoping Russa (Rusada, na sigla em russo).

Em 20 de setembro, a Wada readmitiu diante de algumas condições a Rusada, que havia sido suspensa por três anos após acusações de uso de doping.

Entre as condições que a Rusada deve cumprir antes da reabilitação total é dar pleno acesso à Wada aos dados e testes realizados pelo antigo laboratório antidoping de Moscou.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade