PUBLICIDADE

Vôlei

Melhor em quadra na final, Peña celebra conquista da Superliga pelo Gerdau Minas: "Fomos guerreiras"

Ponteira dominicana foi a maior pontuadora da decisão, com 23 pontos, e levou o Troféu Viva Vôlei de destaque da partida vencida pelo Minas O Gerdau Minas é o grande campeão da Superliga feminina 2023/2024. Neste domingo (21), em Recife (PE), o time minastenista contou com o brilho da agenciada da Pro Sports Brazil Yonkaira […]

21 abr 2024 - 15h24
(atualizado às 15h24)
Compartilhar
Exibir comentários
Ponteira Yonkaira Peña foi a MVP da final
Ponteira Yonkaira Peña foi a MVP da final
Foto: Hedgard Moraes/Minas Tênis Clube / Esporte News Mundo

Ponteira dominicana foi a maior pontuadora da decisão, com 23 pontos, e levou o Troféu Viva Vôlei de destaque da partida vencida pelo Minas

O Gerdau Minas é o grande campeão da Superliga feminina 2023/2024. Neste domingo (21), em Recife (PE), o time minastenista contou com o brilho da agenciada da Pro Sports Brazil Yonkaira Peña para superar o rival Praia Clube por 3 sets a 1 e chegar ao seu sexto título da principal competição do vôlei nacional.

Na final, a ponteira dominicana foi o principal destaque do Minas: maior pontuadora da partida, com 23 pontos, e vencedora do Troféu Viva Vôlei, após ser eleita a melhor em quadra na decisão.

Essa foi a segunda temporada de Peña com a camisa do Gerdau Minas. Em 2022/2023, a jogadora terminou a Superliga com o vice-campeonato, após derrota justamente para o Praia Clube na decisão. Com o título deste ano, a jogadora celebrou a nova história construída na temporada, analisou sua grande partida e destacou a garra da equipe minastenista.

"Foi uma das melhores atuações minhas pelo Minas. Graças a Deus ela veio no momento certo, que foi a final. Acredito que nossa garra e nosso espírito de luta foram fundamentais para conquistarmos essa Superliga. Fomos guerreiras no jogo, em nenhum momento abaixamos a guarda. Destaco também a união entre atletas e comissão técnica, com certeza também foi um diferencial", celebrou a ponteira dominicana.

Outra estrangeira que brilhou na decisão pelo Minas foi a levantadora norte-americana Jenna Gray. Mais uma vez, a jogadora se destacou como cérebro do time, com jogadas rápidas e precisas.

Ao contrário de Peña, Jenna fez sua primeira final de Superliga pelo Minas, em sua temporada de estreia no Brasil. A jogadora celebrou a conquista após o desafio de superar uma fratura no tornozelo esquerdo, em dezembro, antes do Mundial de Clubes da China.

"Primeiro de tudo, gostaria de deixar minha gratidão às minhas companheiras de time e à comissão técnica, foi uma temporada de altos e baixos, mas no final nos fortalecemos e chegamos muito bem nos playoffs e na decisão", analisou Jenna.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade