PUBLICIDADE
Logo do

Vasco

Meu time

Próximo adversário do Vasco, Brusque vive jejum de vitórias, tem defesa frágil, mas artilheiro na frente

Goleador do campeonato, Edu é o comandante do ataque quadricolor. Time mandante, porém, vive má fase comandada por um dos piores números defensivos da Série B

23 set 2021 07h33
| atualizado às 07h34
ver comentários
Publicidade

O Brusque, adversário do Vasco nesta sexta-feira, começou bem a Série B do Campeonato Brasileiro. Foram três vitórias nas três primeiras rodadas e uma campanha equilibrada até os atuais 11 jogos sem vencer. A zona de rebaixamento está cada vez mais próxima do time do artilheiro Edu.

No primeiro turno, o Vasco venceu por 2 a 1 em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
No primeiro turno, o Vasco venceu por 2 a 1 em São Januário (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Foto: Lance!

Apesar de contar com um dos grandes nomes da competição no comando de ataque, o time tem das piores pontarias. São apenas 3,88 finalizações certas por jogo, em média. Outra característica da equipe catarinense é errar poucos passes: são 36,8 por jogo. Um dos melhores índices do torneio.

O que o Brusque erra bastante é nos cruzamentos, mas porque tenta bastante. Por isso está também entre os que mais acertam cruzamentos. Média de 5,24 por partida. Nítida tentativa de busca pelo centroavante Edu, artilheiro da competição com 13 dos 23 gols marcados pelo time catarinense.

A equipe é dona da segunda pior defesa da Série B: sofreu 34 gols em 25 jogos. A pouco impressionante retaguarda cruz-maltina, por exemplo, levou 29 no mesmo período.

É uma marcação frouxa que receberá o Vasco. O time catarinense, além de levar muitos gols, aperta pouco, e acaba, assim, com 15,24 faltas cometidas em média por jogo. Mas são infrações sem violência. O Brusque é dos times que menos receberam cartões na Série B.

Lance!
Publicidade
Publicidade