PUBLICIDADE

'Ninguém está acima das regras', diz Primeiro Ministro da Austrália após deportação de Novak Djokovic

Scott Morrison comentou sobre a decisão nas redes sociais. Por ser deportado, tenista sérvio voltará ao seu país de origem, e não de residência

5 jan 2022 - 19h54
(atualizado às 21h00)
Ver comentários
Publicidade

O Primeiro Ministro da Austrália, Scott Morrison, foi às redes sociais para comentar a decisão das autoridades de fronteira em deportar o sérvio Novak Djokovic, por considerarem a documentação de isenção médica para o visto insuficiente.

Djokovic foi barrado no aeroporto da Austrália e deportado ao seu país natal (BNP Paribas Open)
Djokovic foi barrado no aeroporto da Austrália e deportado ao seu país natal (BNP Paribas Open)
Foto: Lance!

O tenista nº 1 do mundo, que recebeu isenção para jogar o Aberto da Austrália deste mês mesmo sem estar vacinado, desembarcou no aeroporto de Tullamarine por volta das 23h30. No entanto, no início da noite, a Força de Fronteira federal contatou o governo estadual depois de perceber que a equipe de Djokovic havia apresentado o tipo errado de visto.

- O visto do Sr. Djokovic foi cancelado. Regras são regras, especialmente quando se trata de nossas fronteiras. Ninguém está acima dessas regras. Nossas fortes políticas fronteiriças têm sido cruciais para a Austrália ter uma das menores taxas de mortalidade no mundo do COVID, continuamos vigilantes - escreveu.

Scott Morrison é membro do Partido Liberal australiano e compôs um governo de coalisão mais à direita em 2018.

Lance!
Publicidade
Publicidade