0

Nadal vê 2017 como "sonho" após confirmar liderança do ranking

1 nov 2017
23h12
atualizado às 23h39
  • separator
  • comentários

O espanhol Rafael Nadal garantiu nesta quarta-feira, após bater o sul-coreano Hyeon Chung (55º), a liderança do ranking mundial até o fim da temporada. Isso significa que, pela quarta vez na carreira, o Rei do Saibro fechará o ano como principal nome do tênis mundial.

Na entrevista que concedeu à organização do Masters 1000 de Paris, logo na saída de quadra, o atleta de 31 anos comentou as sensações de conseguir o feito, ainda mais considerando que, no fim de 2016, ele sofria com lesões e não tinha certeza sobre seu desempenho para este ano.

""Estou muito feliz por tudo. Este ano vem sendo um sonho, há 12 meses eu não podia nem sonhar que voltaria ao posto de número 1 do mundo. Significa muito para mim", comemorou Nadal, que com a vitória sobre Chung avançou às oitavas de final em Paris, para encarar o uruguaio Pablo Cuevas (36º).

As outras temporadas em que o Touro Miúra finalizou como líder da ATP foram em 2008, 2010 e 2013. No fim de 2016, ele ocupava o nono lugar, após ano complicado por conta de lesões.

Surpreendendo muitos que imaginavam que ele não voltaria ao topo, Rafa levou seis títulos em 2017 até o momento, e voltou a dividir o topo do tênis com o velho rival Roger Federer, atualmente número 2, e único que poderia alcançar Nadal se o espanhol perdesse nesta quarta.

Além de tentar o primeiro título do Masters 1000 de Paris na carreira, o Rei do Saibro ainda disputa o Finals, em Londres, em meados de novembro. O torneio que encerra o calendário do tênis reúne os oito melhores do ano no circuito.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade