2 eventos ao vivo

Murray diz que prêmio de Grand Slam poderia ajudar tenistas

Atletas de ranking inferior enfrentam dificuldades com a paralisação do circuito

23 abr 2020
13h57
atualizado às 14h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ex-número 1 do mundo Andy Murray acredita que o prêmio em dinheiro de torneios Grand Slam poderia ser melhor distribuído para ajudar tenistas de ranking mais baixo que passam por dificuldades financeiras.

Andy Murray celebra conquista do torneio de Wimbledon em 2016
10/07/2016
REUTERS/Andrew Couldridge
Andy Murray celebra conquista do torneio de Wimbledon em 2016 10/07/2016 REUTERS/Andrew Couldridge
Foto: Reuters

A temporada de tênis foi suspensa em março por causa da pandemia da covid-19 e a paralisação continuará pelo menos até meados de julho, privando os jogadores de ranking inferior, que dependem apenas dos ganhos dos torneios, de obter rendimentos.

"Para os atletas que estão entre 250 e 300 do mundo, será realmente um desafio", disse Murray, que ganhou mais de 60 milhões de dólares em prêmios em dinheiro, em entrevista à CNN.

"Nos últimos anos, houve algumas melhorias... mas provavelmente não o suficiente. Você vê o prêmio em dinheiro conferido ao vencedor dos Grand Slams. E é, eu não sei exatamente quanto, mas algo em torno de 4 milhões de dólares", completou.

"Esse dinheiro poderia ser melhor usado e gasto em outros lugares nas rodadas anteriores ou nas etapas de qualificação ou talvez usado para aumentar alguns dos eventos menores?", perguntou.

A ATP e a WTA, juntamente com a Federação Internacional de Tênis e os organizadores dos quatro Grand Slams, informaram nesta semana que estão criando um fundo para ajudar atletas afetados pela paralisação atual do esporte.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade