PUBLICIDADE

Talibã vai proibir mulheres de praticarem esportes

Líder cultural do grupo pretende evitar exposição de corpos

8 set 2021 11h02
| atualizado às 11h52
ver comentários
Publicidade
Mulheres protestando contra o Talibã
Mulheres protestando contra o Talibã
Foto: Ansa / Ansa - Brasil

Um dos líderes culturais do grupo fundamentalista islâmico Talibã, Ahmadullah Wasiq, confirmou nesta quarta-feira (8) que as mulheres do Afeganistão não poderão mais praticar esportes que "exponham seus corpos".

Em uma entrevista à emissora australiana SBS, Wasiq defendeu que a presença de mulheres no esporte é algo desnecessário. O vice-chefe da comissão cultural do Talibã comentou especificamente sobre o críquete, uma das atividades esportivas mais populares do Afeganistão e da Ásia.

"Não acho que as mulheres poderão jogar críquete, porque não é necessário que elas joguem. Elas podem estar em situações em que seu rosto ou corpo não estão cobertos, e o Islã não permite que as mulheres sejam vistas dessa forma", afirmou Wasiq.

A federação afegã de críquete revelou ao jornal The Guardian que ainda não recebeu nenhum comunicado oficial do Talibã sobre o tema. No entanto, a entidade confirmou que o programa de formação para mulheres foi suspenso.

No mês passado, Wasiq autorizou que os times masculinos de críquete continuassem jogando normalmente, até participando de campeonatos internacionais.
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade