PUBLICIDADE
Logo do Sport

Sport

Favoritar Time

CBF se manifesta após ataque ao ônibus do Fortaleza

Após partida da Copa do Nordeste, entidade repudia os atos criminosos, manifesta confiança nas autoridades e cobra punição aos responsáveis

22 fev 2024 - 12h59
(atualizado às 17h18)
Compartilhar
Exibir comentários
Fotos: Reprodução Instagram @marcelopaz - Legenda: CBF se manifesta após episódio na Copa do Nordeste
Fotos: Reprodução Instagram @marcelopaz - Legenda: CBF se manifesta após episódio na Copa do Nordeste
Foto: Jogada10

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) resolveu se manifestar depois do episódio de violência no jogo entre Sport e Fortaleza, pela Copa do Nordeste. A entidade, dessa forma, repudiou os atos criminosos e cobrou punições para os responsáveis.

Nota da CBF

"A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vem a público lamentar mais um episódio de violência ligado diretamente a uma partida de futebol, em um jogo entre Fortaleza e Sport de Recife pela Copa do Nordeste, ocorrido na noite desta quarta-feira (21), na Arena de Pernambuco.

O ônibus que transportava os atletas do Fortaleza após a partida, foi atacado por criminosos que arremessaram pedras na direção do veículo, ferindo jogadores e membros da comissão técnica.

É lamentável e inadmissível iniciar mais um ano chamando a atenção para este tema gravíssimo que é o da violência fora dos estádios. A CBF confia no trabalho da Polícia e das autoridades competentes, para que os responsáveis por estes atos sejam punidos exemplarmente, sem prejuízo de outras medidas cabíveis.

E que cada vez mais episódios como esses sejam varridos do cenário do futebol brasileiro".

Ednaldo Rodrigues comenta sobre episódio

Ednaldo Rodrigues também resolveu se manifestar depois do ocorrido. O presidente da CBF desejou uma pronta recuperação para as vítimas e prometeu medidas para coibir os casos de violência no futebol.

"Desejo pronta recuperação a todos os jogadores e profissionais da comissão técnica que foram vítimas desse crime. A CBF seguirá implacável na cobrança e nas ações para que todo e qualquer ato de violência seja varrido do futebol brasileiro", afirmou Ednaldo Rodrigues.

O ataque ao ônibus do Fortaleza deixou seis jogadores feridos. Assim, Titi, Brítez, João Ricardo, Lucas Sasha, Dudu e Gonzalo Escobar foram encaminhados ao hospital para realizar exames. O episódio vem gerando muita repercussão nas redes sociais.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade