PUBLICIDADE
Logo do São Paulo

São Paulo

Favoritar Time

São Paulo e James Rodríguez têm pendência de R$ 10,6 milhões para resolver em rescisão

Colombiano já aceitou ficar sem os R$ 17 milhões que tinha direito até o fim do contrato, mas restam luvas; Clube nega que seja dívida

9 fev 2024 - 16h04
(atualizado às 18h04)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: São Paulo FC / Divulgação

O meia James Rodríguez, que pediu para rescindir seu contrato com o São Paulo, precisa agora alinhar pendências financeiras para encerrar seu vínculo com o clube. Segundo apurou o Terra, o estafe cobra o valor de 2 milhões de euros (R$ 10,6 milhões na cotação atual), que seria referentes às luvas, que tinham que ter sido pagas antes do pedido de rescisão.

O São Paulo não confirma que tem uma dívida com o atleta e reafirma que salários e direitos de imagem estão em dia. A conversa para rescisão entre as partes aconteceu nesta semana. Segundo o entendimento de James, ele não teve espaço suficiente desde sua chegada no ano passado.

O jogador comunicou à direção de futebol que quer sair e a diretoria acatou, mas a questão financeira precisa ser resolvida. O Tricolor Paulista gostaria que James deixasse o clube sem qualquer pendência, ou seja, que abrisse mão de qualquer quantia que teria direito a receber, já que o pedido partiu de seu estafe.

James Rodriguéz: números nos times que jogou James Rodriguéz: números nos times que jogou

Seus vencimentos giram em torno de R$ 1 milhão por mês, com contrato até junho de 2025. Desse modo, os valores passam dos R$ 17 milhões no total. Sobre essa quantia, já existe o consenso de que James não vai receber. 

James teria sugerido um acordo amigável ao Tricolor Paulista, ou seja, sem o pagamento da multa contratual, que está em R$ 215 milhões. O jogador afirmou ainda que gostaria de ficar perto de sua família.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade