0

Herói inscrito na véspera e 18 jogadores que saíram: a zebra Mirassol

Equipe sofreu reformulação durante a paralisação do Campeonato Paulista e eliminou o São Paulo no Morumbi

30 jul 2020
05h12
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Antes da parada do futebol brasileiro causada pela pandemia do novo coronavírus, o Mirassol tinha o melhor ataque e a quinta melhor campanha do Campeonato Paulista. Durante a paralisação, porém, o time sofreu um desmanche. O clube perdeu 18 jogadores e teve de promover 11 jovens das categorias de base. Na retomada do campeonato, empatou sem gols com o rebaixado Água Santa e perdeu por 1 a 0 para a Ponte Preta, mas avançou às quartas de final porque a Inter de Limeira foi derrotada na rodada final. No mata-mata, a zebra: o Mirassol venceu o São Paulo por 3 a 2, no Morumbi, com dois gols do atacante Zé Roberto, que fora inscrito no Paulistão na terça-feira, véspera da partida.

Após passagem de cinco meses no Baniyas, dos Emirados Árabes, Zé Roberto usava o centro de treinamentos do Mirassol para manter a forma física enquanto aguardava proposta de algum clube. Com a classificação assegurada no último domingo, o diretor do Mirassol, Juninho, ofereceu a vaga no ataque para Zé Roberto. O pedido foi aceito, e o jogador pegou um voo de São José do Rio Preto para se juntar ao elenco em São Paulo e realizou apenas um treino com os companheiros, na terça-feira.

"Nem nos meus melhores sonhos poderia imaginar isso. Eu vim para treinar, mas o Juninho, meu segundo pai, falou para eu vir para cá, porque eu estava parado há muito tempo, vim dos Emirados e a janela estava fechada. 'Se puder jogar, você joga. Se não puder, você treina, se condiciona e vai ser uma coisa boa para você'. Eu ia jogar os dois primeiros jogos (na fase de grupos), mas não consegui ser inscrito. Ele falou para eu continuar treinando e se tivesse oportunidade eu jogaria. De madrugada ele me ligou e perguntou 'quer vir?' Aceitei, peguei o voo de Rio Preto, cheguei na terça, treinei e pude fazer dois gols. Só agradecer a Deus mesmo, minha família, minha namorada. É um dos melhores dias da minha vida", comemorou Zé Roberto.

"Tenho um sentimento especial pelo Mirassol. É um clube acolhedor, a estrutura física e as pessoas são muito boas, o pessoal se preocupa com o ser humano antes de tudo. Fico feliz em poder dar alegria para a cidade", acrescentou o jogador de 26 anos.

Zé Roberto se destacou no ano passado, ao ser o vice-artilheiro da Série B do Campeonato Brasileiro, com 14 gols marcados pelo São Bento. Foi contratado pelo Atlético-GO para 2020, mas deixou o clube goiano depois de apenas um jogo por causa de proposta "irrecusável" do Baniyas, dos Emirados Árabes. Com a pandemia, ele não renovou com o clube do exterior e retornou ao Brasil. Aguardava proposta para atuar em algum time da Série B ou até mesmo da Série A, mas virou o herói do Mirassol, que está na Série D e agora na semifinal do Paulistão.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade