PUBLICIDADE
Logo do São Paulo

São Paulo

Favoritar Time

Ex-auxiliar do São Paulo revela ter estudado livro de Abel Ferreira antes de eliminar o Palmeiras

'Precisávamos tentar descobrir um algo a mais', disse Lucas Silvestre

7 jun 2024 - 16h53
(atualizado às 17h25)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
O São Paulo usou um método pouco convencional para eliminar o Palmeiras nas quartas de final da Copa do Brasil em 2023. Eles adquiriram e estudaram o livro do técnico Abel Ferreira para analisar a lógica de jogo do time adversário, o que contribuiu para sua classificação e título inédito.
São Paulo eliminou o Palmeiras nas quartas de final da Copa do Brasil
São Paulo eliminou o Palmeiras nas quartas de final da Copa do Brasil
Foto: ALEX SILVA/ESTADAO / Estadão

O São Paulo usou um método pouco convencional para eliminar o Palmeiras nas quartas de final da Copa do Brasil de 2023. Em novo episódio da série Não falta mais, que conta a história do título inédito da competição, Lucas Silvestre, ex-auxiliar da equipe do MorumBis, revelou ter lido o livro do técnico Abel Ferreira para estudar o Verdão

"Precisávamos tentar descobrir um algo a mais. Tentar entrar na cabeça da comissão do Palmeiras para pensar o que eles fariam contra nós. E aí, foi até uma ideia do nosso auxiliar, o Pedro Sotero. Uma ideia dele de comprarmos o livro do Abel e tentar tirar algo daquele livro, da lógica de jogo do Palmeiras", disse o filho do técnico Dorival Júnior.

Durante a preparação, aliás, Silvestre contou que o auxiliar Pedro Sotero ficou encarregado de dar uma atenção especial para o livro. Nestas análises, um dos pontos percebidos pela comissão técnica do Tricolor Paulista foi o posicionamento do Palmeiras dentro de campo

"Eles compraram o livro, a gente leu em um ou dois dias. Colocamos um dos analistas para poder ler e dar uma atenção especial para isso. E conseguimos tirar coisas muito importantes. Uma delas era a lógica do posicionamento do Palmeiras, que, independentemente das peças, eles contam que a lógica era aquela que a gente vinha observando. Esse foi um dos grandes pontos que nos levaram a ter esse êxito", explicou.

Apesar de pouco habitual, a tática deu mais do que certo. No jogo de ida, o Tricolor Paulista recebeu o Palmeiras e venceu por 1 a 0. Na volta, em pleno Allianz Parque, a equipe comandada por Dorival Júnior fez bonito mais uma vez e desbancou o rival por 2 a 1.

Silvestre, no entanto, destacou a importância do trabalho dos jogadores para a classificação ser sacramentada: "Por mais que a gente tenha feito esse estudo, a gente sabe que quem decide mesmo os jogos são os atletas".

Passado o confronto contra o Palmeiras, o São Paulo bateu o Corinthians na semifinal e, por fim, o Flamengo na decisão para conquistar o título inédito da Copa do Brasil.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade