PUBLICIDADE
Logo do

São Paulo

Meu time

Crespo iguala sequência negativa que causou demissão de Diniz no São Paulo

Tricolor já está há seis jogos sem vencer sob o comando do treinador argentino

24 jun 2021 19h29
| atualizado às 19h29
ver comentários
Publicidade

Festa no Paulistão, crise no Brasileirão. O São Paulo ainda não exibiu na competição nacional as belas atuações do Estadual. As fracas apresentações já causam incômodo em Hernán Crespo, que atingiu marca ingrata na noite de quarta-feira. Com o sexto jogo sem vitória no Brasileiro, ele igualou a mesma sequência que causou a demissão de Fernando Diniz, na reta final do campeonato passado.

Diniz deixou o clube do Morumbi no dia 1º de fevereiro ao acumular seis jogos sem vitória no Brasileirão 2020. Na ocasião, o time, que brigava pelo título, sofreu uma inesperada sequência negativa. Foram quatro derrotas seguidas, incluindo a dolorosa goleada de 5 a 1 para o Internacional. Também perdeu para Red Bull Bragantino, Santos e Atlético-GO. E empatou com Athletico-PR e Coritiba.

O treinador saiu junto do diretor-executivo Raí. Diniz tinha cinco meses de trabalho e nenhum título. A situação de Crespo é mais favorável. Além de encerrar o jejum de troféus no clube do Morumbi, ele encantou torcedores e dirigentes com as boas apresentações da equipe no Estadual e na fase de grupos da Copa Libertadores.

Já no Brasileirão o desempenho não tem sido o mesmo. Foram seis jogos e nenhuma vitória até agora. Com apenas três pontos, o time está no 18º lugar, dentro da zona de descenso. O São Paulo exibe aproveitamento de 16% dos pontos até agora, campanha de equipes que brigaram contra o rebaixamento nas últimas temporadas.

O último tropeço aconteceu na noite de quarta. Empatou por 2 a 2 com o Cuiabá. Antes perdeu de Atlético-GO (2 a 0), Atlético-MG (1 a 0) e Santos (2 a 0). E empatou com Fluminense (0 a 0) e Chapecoense (1 a 1).

"A situação não é fácil. Não é a situação que todos pensávamos, não é o melhor começo e sabemos. Não merecemos estar aí, mas estamos. Então vamos aceitar e continuar trabalhando sabendo que temos um elenco que pode conseguir resultados melhores, sem dúvidas. É continuar trabalhando, insistir", declarou o técnico argentino.

Estadão
Publicidade
Publicidade