0

César Vallejo sonha eliminar o “poderoso São Paulo”

24 dez 2015
16h08
atualizado às 16h33
  • separator
  • 0
  • comentários

Quando o Club Deportivo Universidad César Vallejo foi fundado, em 1996, o São Paulo já era bicampeão da Libertadores e Mundial, além de tricampeão brasileiro. Na próxima Libertadores, 20 anos depois, os poetas, apelido herdado do ofício do homem que inspirou o nome do clube, tentam superar a tradição tricolor para chegar à fase de grupos do torneio continental.

Foto: Getty Images

Siga Terra Futebol no Twitter

Siga Terra Esportes no Twitter

Após o sorteio, nesta terça-feira (22), houve na sede da equipe, em Trujillo (Peru), quem lamentou o fato de enfrentar o clube paulista na fase prévia da competição. Mas não é o caso do volante Ronald Quinteros, que se diz emocionado por participar de um confronto de tanto destaque e esperançoso em conseguir a classificação.

“É um rival muito duro, de calibre internacional e com muito nome. Depende de nós preparar-nos bem e fazer história eliminando um clube tão grande do Brasil”, destacou o atleta ao jornal peruano La República.

A mesma publicação, aliás, destaca que o objetivo do César Vallejo é enfrentar de igual para igual o “poderoso” São Paulo, em duelo que começará a ser decidido em casa, no Estádio Mansiche, cujos 14 mil lugares devem estar preenchidos para o duelo histórico, a ser realizado no início de fevereiro.

Para realizar o sonho de Quinteros e superar o Tricolor, os poetas precisarão repetir o feito dos seus algozes da pré-Libertadores 2013: o Tolima, clube colombiano que eliminou o Corinthians, na mesma fase, em 2011.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade